Mercados

10 notícias para lidar com os mercados nesta sexta-feira

Agência Chinesa dá nota A para o Brasil


	Brasil emite 1 bilhão de euros após rebaixamento pela S&P
 (Getty Images)

Brasil emite 1 bilhão de euros após rebaixamento pela S&P (Getty Images)

Karla Mamona

Karla Mamona

Publicado em 28 de março de 2014 às 08h45.

São Paulo - Veja o que você precisa saber nesta sexta-feira.

1- CVM suspende oferta de ações da Oi. A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) informou na quinta-feira que a Superintendência de Valores Mobiliários suspendeu a oferta pública de ações da Oi, operação bilionária e fundamental para o sucesso da fusão com a Portugal Telecom, em uma decisão válida por até 30 dias.

2- Brasileiros encolhem na Bovespa - e a tendência é piorar. Os estrangeiros estão cada vez mais ditando o ritmo dos negócios na bolsa brasileira. O número de investidores internacionais na Bovespa representava mais da metade no mês passado.

3- Agência chinesa dá nota A ao Brasil. A milhares de quilômetros de Nova York, uma agência de classificação de risco vê o Brasil em posição muito mais confortável do que a Standard & Poor’s, a Moody’s e a Fitch. Para a chinesa Dagong Global Credit Rating, o Brasil tem rating "A-".

4- Brasil emite 1 bilhão de euros após rebaixamento pela S&P. O governo brasileiro emitiu 1 bilhão de euros em um novo bônus nesta quinta-feira e buscou capitalizar o resultado como um sinal de confiança de investidores e de solidez do Brasil justamente na semana em que a agência de risco Standard & Poor'srebaixou o rating soberano do país.


5- Azul desiste de registro de companhia aberta na CVM. A Azul informou que protocolou um pedido de desistência do processo de registro de companhia aberta na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) em razão de "condições macroeconômicas desfavoráveis", segundo a companhia.

6- Eneva amplia prejuízo no 4º trimestre. A Eneva, ex-MPX, ampliou seu prejuízo no quarto trimestre de 2013 sobre igual período do ano anterior, impactada por custos de indisponibilidade decorrentes de paralisações nas usinas térmicas a carvão e também por despesas de juros relacionadas ao fim do período de carência dos empréstimos de longo prazo dos projetos.

7- Rossi tem lucro de R$2,5 milhões no 4º trimestre. A Rossi Residencial encerrou o quarto trimestre com lucro e geração de caixa, marcando uma tendência de virada do seu desempenho na visão de seu presidente-executivo, enquanto permanece com o foco de redução do endividamento em 2014.


8- CPFL Energia registra lucro de R$ 323 mi no 4º tri. A CPFL Energia registrou lucro líquido de R$ 323 milhões ao final do quarto trimestre de 2013, o que representou uma alta de 67,9% na comparação com o mesmo período do ano passado.

9- Panasonic prevê receitas recordes em cinco anos. A Panasonic divulgou planos de atingir receita recorde em cinco anos, enquanto aumenta os gastos com uma reestruturação que está transformando a ex-líder de eletrônicos para consumidores em uma fornecedora para empresas.

10- Japão irá antecipar programa de gastos do governo. O Japão irá antecipar a implantação do programa de gastos governamentais para o ano fiscal que se inicia em abril, de modo a conter o impacto do primeiro grande aumento de impostos no país em 17 anos.

Acompanhe tudo sobre:3GAmérica LatinaÁsiaAviaçãoAzulBrasil TelecomChinaCombustíveiscompanhias-aereasConstrução civilCPFLCVMDados de BrasilEmpresasEmpresas abertasEmpresas brasileirasEmpresas japonesasEmpresas portuguesasempresas-de-tecnologiaEnergia elétricaEnevaJapãoOiOperadoras de celularPaíses ricosPanasonicPetróleoRossiServiçosTelecomunicaçõesTelemar

Mais de Mercados

Receita Federal autoriza a Temu a operar no Remessa Conforme e vender para o Brasil

Morre Ivan Boesky, condenado por escândalos de insider trading nos anos 1980

Vice-presidente do Fed diz que ainda há 'um caminho pela frente' na questão da inflação

Bolsas da Europa fecham em alta, com perspectivas para postura de BCs e commodities

Mais na Exame