Inteligência Artificial

OpenAI fecha parcerias com The Atlantic e Vox Media para usar conteúdo no ChatGPT

Novos acordos reforçam estratégia de OpenAI para licenciamento de dados e evitam processos de direitos autorais

Sam Altman, CEO da OpenAI: empresa está expandindo o licenciamento de conteúdo com empresas de mídia (JASON REDMOND/Getty Images)

Sam Altman, CEO da OpenAI: empresa está expandindo o licenciamento de conteúdo com empresas de mídia (JASON REDMOND/Getty Images)

Publicado em 29 de maio de 2024 às 16h06.

Última atualização em 29 de maio de 2024 às 16h06.

A The Atlantic e Vox Media, duas empresas de mídia e jornalismo, fecharam acordos de licenciamento com a OpenAI nesta quarta-feira, 29, permitindo que seu conteúdo seja usado para treinar modelos de IA e ser compartilhado no ChatGPT.

A OpenAI tem firmado rapidamente parcerias no setor de mídia, buscando licenciar dados de treinamento e evitar processos por direitos autorais. Recentemente, a empresa fechou acordos com News Corp (The Wall Street Journal, The New York Post e The Daily Telegraph), Axel Springer (Business Insider e Politico), DotDash Meredith (People, Better Homes & Gardens, Investopedia, Food & Wine e InStyle), Financial Times e Associated Press.

Os valores dos acordos variam de acordo com o número de publicações incluídas. O contrato da News Corp com a OpenAI é estimado em US$ 250 milhões nos próximos cinco anos, enquanto o acordo com o Financial Times está avaliado entre US$ 5 e US$ 10 milhões. Os termos dos acordos com The Atlantic e Vox Media não foram divulgados.

Os acordos cobrem como o conteúdo dos editores é exibido dentro do ChatGPT. Conteúdos da Vox Media — incluindo artigos do The Verge, Vox, New York Magazine, Eater, SBNation e seus arquivos — e do The Atlantic receberão links de atribuição quando citados.

A Vox Media começará a compartilhar conteúdo com a OpenAI nas próximas semanas, conforme informou Lauren Starke, porta-voz da empresa, ao The Verge. Starke não divulgou os termos do acordo. A Vox Media declarou em um comunicado à imprensa que utilizará a tecnologia da OpenAI para "melhorar seu produto de comércio afiliado, The Strategist Gift Scout", e expandir sua plataforma de dados de anúncios, Forte.

O The Atlantic está desenvolvendo um microsite chamado Atlantic Labs, onde suas equipes poderão experimentar o desenvolvimento de ferramentas de IA "para melhor atender seu jornalismo e seus leitores". Anna Bross, porta-voz do The Atlantic, também não revelou os termos do acordo em um e-mail ao The Verge.

Os acordos também fornecem à OpenAI proteção contra processos de direitos autorais. Criadores de conteúdo, desde comediantes até jornais, argumentam que o treinamento das ferramentas da OpenAI com base em suas obras — e a capacidade do ChatGPT de recitar partes dessas obras — violam seus direitos autorais.

O New York Times está processando a OpenAI e a Microsoft por violação de direitos autorais envolvendo o ChatGPT e o Microsoft Copilot. O jornal afirmou ter gasto US$ 1 milhão até agora com o processo. O New York Daily News, o Chicago Tribune, The Intercept e outros seis editores também apresentaram processos por alegações semelhantes.

Acompanhe tudo sobre:Inteligência artificialOpenAIChatGPT

Mais de Inteligência Artificial

IA da Domino's prevê pedidos de pizza antes de serem feitos

Adobe atualiza termos de uso e sugere usar artes feitas por usuários para treinar IAs

Como a inteligência artificial pode mudar a vida de pessoas autistas

Por que o AI Pin se tornou o maior fracasso de 2024

Mais na Exame