O futuro é digital: empresas e marcas apostam em NFTs para cativar público infantil

Walmart, Mattel, Nickelodeon, Macy's e Toys 'R' Us são algumas das marcas e lojas que estão utilizando recursos da tecnologia blockchain para cativar o público mirim.
Público infantil é o novo alvo de iniciativas na Web3 (Facebook/PlayKids/Divulgação)
Público infantil é o novo alvo de iniciativas na Web3 (Facebook/PlayKids/Divulgação)
C
Cointelegraph BrasilPublicado em 06/10/2022 às 10:08.

Se a Web3, que engloba a tecnologia blockchain, é a internet do futuro, a tendência é que se torne cada vez mais natural que as crianças façam sua iniciação em ambientes digitais a partir da interação com avatares, tokens não fungíveis (NFTs) e games baseados em redes descentralizadas e de experiências personalizadas no mundo real. De olho nesse enorme mercado em potencial, empresas e marcas estão investindo cada vez mais em produtos focados no público mirim, informa o The Block.

Embora o mercado cripto e mais especificamente o de tokens não fungíveis esteja em baixa a esta altura em 2022, nos últimos meses, uma série de iniciativas revelam que há um movimento para aproximar os NFTs do universo infantil. As novidades vão desde brinquedos de pelúcia inspirados em personagens de colecionáveis digitais até avatares de jogos dedicados a crianças que podem ser comercializados em marketplaces específicos.

Grandes redes varejistas dos EUA, como o Walmart e a Macy’s, e as populares marcas infantis Mattel e Nickelodeon, estão se associando a fundos de capitais de risco como o a16z e a criadores como Gary Vaynerchuk para atrair os consumidores infantis – e seus pais – para o espaço da Web3.

(Mynt/Divulgação)

VeeFriends, a coleção de NFTs de Vaynerchuk acaba de fechar uma parceria com as tradicionais redes varejistas EUA Macy's e Toys 'R' Us para lançar uma linha de brinquedos que vai recriar personagens dos NFTs da VeeFriends. Essa interação com a realidade é um aspecto capital para o sucesso da empreitada, afirmou o criador em um comunicado distribuído à imprensa sobre a associação:

“Escolhemos personagens que incorporam recursos interessantes para colecionadores de primeira viagem, assim como alguns dos brinquedos que me atraíram nas prateleiras da Toys ‘R’ Us quando eu era criança."

Na semana passada, a startup unicórnio do metaverso Mythical Games lançou oficialmente um jogo Web3 intitulado "Blankos Block Party", direcionado a adolescentes a partir de 13 anos. Disponível na Epic Game Store, o game permite que os jogadores interajam com avatares digitais que remetem a bonecos construídos com peças de Lego.

O game comercializa itens customizáveis em NFT que podem ser posteriormente revendidos no mercado secundário. Não é necessário configurar uma carteira digital para ter acesso a todos os recursos oferecidos pelo jogo e os NFTs podem ser comprados com cartões de crédito ou sistemas convencionais de pagamento que utilizam moedas fiduciárias.

Para o cofundador e CEO da Mythical Games, John Linden, o game deve servir como porta de entrada para a Web3, introduzindo a dinâmica econômica dos ativos digitais para novas gerações de consumidores. Segundo ele, menos de uma semana após o lançamento, diversas marcas, incluindo fabricantes de brinquedos, manifestaram interesse em usar o game para promover seus produtos.

A Mythical Games conta com o suporte do fundo de capital de risco a16z, que levantou US$ 150 milhões em financiamento para que a startup desenvolva novos produtos. Avaliada em US$ 1,25 bilhão, a startup já tem três lançamentos programados para o ano que vem, incluindo um jogo intitulado "NFL Rivals", desenvolvido com a chancela da Liga Profissional de Futebol Americano (NFL).

A própria a16z vem buscando diversificar seu portfólio de projetos dedicados ao público infanto-juvenil. Entre eles, a Cryptoys, uma plataforma de jogos em NFT que recebeu investimento adicional da fabricante de brinquedos Mattel e da Animoca Brands, uma das principais empresas da Web3 do setor de games.

Dando prosseguimento à lista de empreendimentos com foco no público jovem, o Walmart fechou um acordo com a Roblox para inserir painéis publicitários de jogos e brinquedos nos ambientes virtuais da plataforma que conta com cerca de 13 milhões de usuários ativos com menos de 13 anos.

O game cripto pioneiro dedicado exclusivamente ao público infantil foi o SHAmory, um jogo de cartas projetado para ensinar às crianças os princípios básicos da mineração de bitcoin lançado ainda em 2020. O jogo acabou cativando também os adultos, gerando diversos relatos de pais que diziam gostar de jogar o game com seus filhos.

Aproveite todas as possibilidades do mundo crypto. A Mynt ajuda você a explorar o melhor do mercado com segurança e diversidade de criptomoedas. Clique aqui para abrir sua conta.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok