NFTs e metaverso tornam ações da Nike a melhor opção em 2022, diz gestora

Especialista da Guggenheim Partners, que administra quase R$ 2 trilhões, recomenda compra de ações da Nike após empresa investir em "nova era" focada no universo digital
Nike já está se movimentando no universo digital do metaverso e dos NFTs (NurPhoto/Getty Images)
Nike já está se movimentando no universo digital do metaverso e dos NFTs (NurPhoto/Getty Images)
G
Gabriel RubinsteinnPublicado em 03/01/2022 às 18:03.

Uma das maiores gestoras de investimentos do mundo, a Guggenheim Partners aponta as ações da Nike como uma das melhores opções de investimento para 2022. A indicação, segundo um especialista da empresa, se deve ao posicionamento da marca em relação à novas tecnologias, em especial os NFTs e o metaverso.

Robert Drbul, especialista da Guggenheim, que administra US$ 325 bilhões (R$ 1,82 trilhão), diz que os papeis da gigante dos artigos esportivos podem atingir novas máximas ao longo do ano e citou a Nike como sua "melhor ideia" de investimento para 2022. "A Nike está embarcando rapidamente em uma nova era na história da companhia", disse, em nota publicada em 31 de dezembro, citando o investimento em novos setores do universo digital, especialmente o metaverso mas também os NFTs. O conteúdo do texto foi divulgado pelo canal de TV norte-americano CNBC.

"A marca tem participação de mercado dominante, que esperamos crescer materialmente a partir daqui, conforme o digital aumenta, a inovação de novos produtos permanece robusta e o investimento pesado por trás dos principais impulsionadores de crescimento continua", escreveu Drbul, indicando a compra de ações da empresa.

Nesta segunda-feira, 3, os papeis da Nike, listados na New York Sotck Exchange (NYSE), operavam em queda de 1,4%, a US$ 164,30, depois de fecharem 2021 com ganhos acumulados de quase 20% no ano. Para o especialista, o preço-alvo para as ações a Nike é de US$ 195, quase 20% acima da cotação atual.

Drbul afirmou que "tem acompanhado de perto a evolução da estratégia digital da Nike e o envolvimento da empresa com o metaverso" - como é chamado o ambiente digital que simula o mundo real.

A empresa, que já lançou uma linha de calçados digitais chamada CryptoKicks e solicitou registro de patente para versões digitais de todos os seus produtos, também anunciou a aquisição da RTFKT, empresa que produz NFTs de sneakers e foi avaliada em US$ 33 milhões em uma rodada de investimentos liderada pelo fundo Andreessen Horowtiz.

A Nike não é a única empresa do setor de olho no metaverso e nos NFTs. Sua principal concorrente, a Adidas, também está bastante adiantada neste universo, com parcerias e ações já em andamento no universo digital. Facebook, Microsoft, Disney e outras grandes empresas também já demonstraram interesse ou lançaram planos ligados ao metaverso.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok