Future of Money

Maior detentora de bitcoin, MicroStrategy vai lançar identidade digital descentralizada

Iniciativa foi batizada de MicroStrategy Orange e tem foco inicial a criação de identidades digitais dentro do ambiente corporativo

MicroStrategy é a maior detentora institucional do bitcoin (Reprodução/Reprodução)

MicroStrategy é a maior detentora institucional do bitcoin (Reprodução/Reprodução)

Cointelegraph
Cointelegraph

Agência de notícias

Publicado em 2 de maio de 2024 às 14h02.

A MicroStrategy, maior detentora institucional de bitcoin, anunciou que pretende lançar uma solução de identidade descentralizada na rede blockchain da criptomoeda que usa inscrições baseadas no protocolo de criação de NFTs Ordinals para armazenar e recuperar informações.

A solução — batizada de MicroStrategy Orange — foi revelada pelo presidente executivo da companhia, Michael Saylor, durante uma conferência na última quarta-feira, 1. O projeto é de código aberto, não depende de cadeias laterais e pode processar até 10 mil identidades descentralizadas em uma única transação no blockchain, afirmou Saylor.

“[Seu objetivo é] fornecer identidades descentralizadas confiáveis, à prova de violação e de longa duração usando apenas o blockchain pública do bitcoin como fonte de dados,” de acordo com um rascunho não oficial da solução compartilhada pela MicroStrategy no site GitHub.

A MicroStrategy Orange é composta por Orange Service, Orange SDK e Orange Applications. O Orange Service permite que empresas emitam identidades para seu pessoal e implantem aplicativos, enquanto o Orange SDK e o Orange Applications fornecem ferramentas de personalização para integrar serviços específicos em dispositivos móveis e desktops.

  • Uma nova era da economia digital está acontecendo bem diante dos seus olhos. Não perca tempo nem fique para trás: abra sua conta na Mynt e invista com o apoio de especialistas e com curadoria dos melhores criptoativos para você investir.  

Um aplicativo já desenvolvido pela MicroStrategy é o “Orange For Outlook,” que integra assinaturas digitais em e-mails para garantir que os destinatários possam verificar a verdadeira identidade do remetente.

O processo de integração envolve aceitar um e-mail de convite assinado pela MicroStrategy, que então gerará uma identidade digital única e um par de chaves pública e privada de carteira digital para o usuário.

A identidade digital e a chave pública do usuário são inscritos na rede Bitcoin por meio do protocolo Ordinals, e então o usuário pode começar a enviar convites para seu pessoal criar sua própria identidade digital.

Segundo Saylor, a empresa quer que os aplicativos MicroStrategy Orange se expandam para outras plataformas de mensagens, redes sociais e aplicativos nas indústrias de e-commerce, corporativa e fintech.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | TikTok

Acompanhe tudo sobre:BitcoinBlockchain

Mais de Future of Money

Gigantes de Wall Street "financiam a poluição do bitcoin", diz Greenpeace

Projeto de lei para eliminar banco central nos EUA foi inspirado no bitcoin

Blockchain e tokenização podem colaborar na transformação digital do Brasil, diz Anbima

Bitcoin é a única moeda descentralizada, diz CEO da Tether, empresa por trás da USDT

Mais na Exame