Acompanhe:

Os mercados de finanças descentralizadas (DeFi) e tokens não fungíveis (NFTs) estiveram entre os que mais sofreram com o “inverno cripto” em 2022 e a queda da cotação dos principais ativos digitais. Agora que o bitcoin já acumula alta de 130% em 2023 com expectativas por um ETF à vista nos EUA, o cenário muda de figura e pode impulsionar um “renascimento” de DeFi e NFTs, de acordo com especialistas do JPMorgan.

Um relatório do gigante financeiro apontou para um crescimento na atividade de DeFi e NFTs nos últimos meses. É a primeira vez que isso acontece em quase dois anos seguidos de quedas, segundo os analistas do JPMorgan.

Isso cria “algum otimismo de que o pior pode ter ficado para trás em termos da trajetória de médio prazo para a atividade DeFi/NFT”, segundo o relatório.

  • Aproveite todas as possibilidades do mundo crypto. A Mynt ajuda você a explorar o melhor do mercado com segurança e diversidade de criptomoedas. Clique aqui para abrir sua conta.

"Renascimento" de DeFi e NFTs

Enquanto o mercado DeFi se destaca entre os ativos virtuais por promover atividades financeiras como empréstimos e negociações em blockchain, os NFTs fazem sucesso por sua autenticidade e exclusividade, seja na arte digital ou até mesmo em ingressos de shows e jogos de futebol.

Uma explicação possível para este “renascimento” é a escalada de otimismo que o setor cripto como um todo sofreu este ano com as expectativas de uma aprovação de um ETF de bitcoin à vista nos EUA e o envolvimento de gigantes do mercado financeiro como a BlackRock, maior gestora de ativos do mundo.

Apesar disso, o blockchain Ethereum, segundo maior do mundo e mais conhecido por permitir transações de DeFi e NFTs, não parece ter lucrado com o recente aumento na atividade, segundo os analistas do JPMorgan.

Os problemas relacionados à “escalabilidade de rede, baixas velocidades de transação e taxas mais altas” acabaram aumentando a concorrência de outras redes de camada 1.

Ainda assim, o surgimento de novas redes e protocolos DeFi como Aptos, SUI, Pulsechain, Tenet, SEI e Celestia no ano passado é encorajador, disse o banco. Os NFTs também se beneficiaram com o surgimento do Bitcoin Ordinals, que permite NFTs na rede do Bitcoin.

“Embora não tenhamos dúvidas de que este recente renascimento da atividade DeFi/NFT seja um sinal positivo, acreditamos que é muito cedo para ficarmos entusiasmados com isso”, escreveram os analistas do JPMorgan liderados por Nikolaos Panigirtzoglou.

Aproveite todas as possibilidades do mundo crypto. A Mynt ajuda você a explorar o melhor do mercado com segurança e diversidade de criptomoedas. Clique aqui para abrir sua conta.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok  

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Bitcoin atinge maior preço da história em relação ao euro e à libra; entenda
Future of Money

Bitcoin atinge maior preço da história em relação ao euro e à libra; entenda

Há 4 horas

Bitcoin ultrapassa US$ 66 mil e bate novo recorde: máxima histórica pode vir antes do halving?
Future of Money

Bitcoin ultrapassa US$ 66 mil e bate novo recorde: máxima histórica pode vir antes do halving?

Há 6 horas

Binance vê "ano de transformação" após polêmicas em 2023 e quer virar página de acordo nos EUA
Future of Money

Binance vê "ano de transformação" após polêmicas em 2023 e quer virar página de acordo nos EUA

Há 7 horas

Menos de 50 dias para o halving do bitcoin: o que esperar?
Future of Money

Menos de 50 dias para o halving do bitcoin: o que esperar?

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais