Future of Money

Hábitos simples podem ajudar a reduzir riscos de golpes na internet; confira

Segurança digital segue sendo um problema para brasileiros, de acordo com uma pesquisa divulgada pela consultoria Kaspersky

Estudo da Kaspersky aponta que 35% dos brasileiros não conseguem garantir segurança na internet (Wera Rodsawang/Getty Images)

Estudo da Kaspersky aponta que 35% dos brasileiros não conseguem garantir segurança na internet (Wera Rodsawang/Getty Images)

A segurança digital ainda é uma das maiores preocupações, e desafios, dos brasileiros. Um estudo da Kaspersky aponta que 35% da população não sabe como garantir a segurança de informações pessoais online. Mas a consultoria aponta que existem alguns hábitos simples que podem ser adotados para tornar a presença na internet mais segura.

Segundo Vladislav Tushkanov, cientista-líder de dados da Kaspersky, "privacidade e segurança não são um resultado, mas um processo. Assim como você não pode entrar em forma ou se tornar uma pessoa com alimentação saudável da noite para o dia, proteger dados e as pegadas digitais também requer alguma dedicação".

  • Comece seu portfólio de criptomoedas. A Mynt é uma empresa BTG Pactual para você comprar e vender crypto com segurança e atendimento 24 horas. Abra agora sua conta e desbloqueie seu mundo crypto.

"No entanto, pequenos passos, como a criação de senhas exclusivas para diferentes contas e o uso de ferramentas avançadas, como gerenciadores de senhas, podem aumentar muito sua privacidade, ao mesmo tempo que tornam essa tarefa muito mais simples", destaca o cientista.

Confira essas e outras dicas para começar o ano com uma proteção digital ainda maior!

Mudança de senhas

A Kaspersky aponta que o começo de ano é um bom período para realizar uma importante ação de proteção de dados: mudar todas as senhas usadas para acessar os inúmeros sites e serviços oferecidos na internet. Além da mudança, é importante também realizar revisões periódicas, garantindo a força das senhas usadas.

Outra dica da empresa é evitar usar as mesmas senhas em contas diferentes, já que isso facilita o trabalho de criminosos quando a combinação é descoberta. Caso um usuário precise ter um número grande de senhas, a recomendação é usar os chamados gerenciadores.

"Os gerenciadores de senhas modernos têm recursos que simplificam muito a vida com senhas. Por exemplo, você pode usar recursos de preenchimento automático para diferentes navegadores e plataformas. Como resultado, um gerenciador de senhas irá ajudá-lo a gerar senhas únicas e complexas para cada conta — e você só precisa se lembrar de uma senha mestra", explica a Kaspersky.

Vazamentos

Entretanto, em alguns casos os cuidados com senhas e proteção de dados não são suficientes, já que os próprios sites podem acabar sendo vítimas de ataques hackers e vazamentos de informações pessoais. Essas informações abrem margem para diversos tipos de golpes, incluindo os de "engenharia social", em que a vítima é convencida a realizar ações como transferência de dinheiro.

Nesses casos, há o risco de fraudadores acabarem usando informações vazadas para assumir controle de contas. De acordo com a Kaspersky, uma das melhores formas de se antecipar a isso é acessar alguns serviços e sites que compilam informações sobre vazamentos recentes de dados, incluindo de monitoramento de CPF.

"Os gerenciadores avançados de senhas também incluem esse recurso e notificam rapidamente se algum dos logins ou senhas salvas for encontrado nos vazamentos de dados recentes", ressalta a empresa.

VPN

Já para os interessados em aumentar ainda mais a privacidade na internet, uma recomendação da Kaspersky é o uso do chamado VPN, uma ferramenta que "se expandiu significativamente" nos últimos anos. Com ele, é possível realizar ações como comprar online com segurança maior.

"Os serviços VPN modernos também fornecem altas velocidades de tráfego e evitam queda de performance durante o uso. Além disso, uma VPN esconde o endereço IP de sites e anunciantes, garantindo melhor privacidade", explica a Kaspersky.

Para a empresa, "o rastreamento web pode levar a consequências inesperadas, por exemplo, anúncios segmentados podem revelar os presentes que você comprou para sua família. Não deixe que os anunciantes estraguem a surpresa".

Armazenamento de dados

Outra dica da consultoria é melhorar o armazenamento de dados pessoais. A Kaspersky aponta que é sim possível ter versões eletrônicas de documentos importantes e, ao mesmo tempo, evitar que eles caiam nas mãos de criminosos em caso de invasões ou outros tipos de golpes na internet.

Uma opção é criar uma pasta separada para isso em um computador, ou então enviar esses documentos para um serviço de armazenamento em nuvem que seja protegido por senha. Mesmo assim, as duas alternativas ainda são "potencialmente inseguras e podem levar à perda de dados pessoais".

Por isso, a empresa aponta que a melhor opção é "armazenar documentos em um aplicativo de gerenciamento de senhas que também ofereça uma área segura para documentos, que criptografa os arquivos digitalizados (como PDFs) e os mantém protegidos".

Cuidados para pais

Nos casos dos pais, é preciso tomar cuidado não apenas com a própria segurança na internet, mas também com as dos filhos. A Kaspersky considera que é possível para as crianças terem um mundo digital "seguro e interessante", mas que isso demanda "ensinar e compartilhar com ela as regras de segurança online desde a infância".

Uma sugestão da empresa para facilitar esse aprendizado é usar jogos e outros formatos educativos que sejam divertidos, entretendo as crianças ao mesmo tempo em que elas entram em contato com os cuidados que precisam ser tomados para evitar golpes ou outros problemas no mundo digital.

"Há também uma variedade de softwares de segurança infantil que podem ajudar os pais a aprender mais sobre os hobbies das crianças e ajudar as crianças a desenvolver hábitos digitais saudáveis desde pequenas", destaca a Kaspersky.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok  

Acompanhe tudo sobre:Internetseguranca-digital

Mais de Future of Money

Empresa planeja venda de ações para comprar US$ 500 milhões em bitcoin

União de cripto com IA pode ser megatendência de US$ 20 trilhões, diz relatório

Mineradoras de bitcoin disparam após Trump prometer apoiar o setor nos EUA

Bitcoin vai continuar caindo? Saiba como o cenário macro dos EUA impacta a criptomoeda

Mais na Exame