Future of Money

Eduardo Paes diz que Rio de Janeiro é "amigo das criptos" e quer ser "capital da inovação"

Em entrevista à EXAME, prefeito do Rio de Janeiro destacou ações para atração de startups e de fomento à inovação

Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro, durante o Web Summit (Beth Santos/Prefeitura do Rio/Divulgação)

Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro, durante o Web Summit (Beth Santos/Prefeitura do Rio/Divulgação)

João Pedro Malar
João Pedro Malar

Repórter do Future of Money

Publicado em 18 de abril de 2024 às 16h35.

O Rio de Janeiro é "amigo das criptos" e passa por um esforço da Prefeitura para se tornar a "capital da inovação da América Latina". É o que afirma o prefeito da cidade, Eduardo Paes, em entrevista à EXAME durante o Web Summit Rio 2024. Na entrevista, o político destacou ações da gestão para atrair startups e fomentar a inovação na cidade.

Um dos projetos destacados por Paes é o Porto Maravalley, que foi revitalizado ao longo dos últimos anos e lançado como parte de um projeto para torná-lo um hub de inovação no Brasil. Paes destaca que o porto é "fundamental" no esforço para mudar o papel da cidade na economia brasileira.

"A meta é consolidar o ecossistema de inovação ao somar o setor privado, a indústria de inovação e tecnologia com o conhecimento dos jovens que vão estudar na faculdade da matemática, o IMPA Tech. Lá vão estudar as melhores cabeças do país e sairão formados em ciência de dados, matemática, física e ciência da computação", comenta o político.

Na visão de Paes, o Porto Maravelley será um "lugar único para transformar conhecimento em negócios, oportunidades e geração de emprego e renda para o carioca, no coração da zona portuária. Também estamos revitalizando o Porto Maravilha. A previsão é ter mais de 16 mil moradores no local, entre eles os alunos do IMPA Tech".

A previsão do prefeito é que o projeto será "um divisor de águas" para a cidade. Como parte desse esforço, a gestão do município reduziu de 5% para 2% o imposto municipal para empresas de tecnologia que se instalarem na região. Houve, ainda, a criação do Sandbox.Rio, um "projeto experimental de regulação que facilita a entrada de inovação na cidade, com segurança jurídica".

No âmbito educacional, o projeto se insere em um esforço para melhorar a formação dos brasileiros nas áreas de ciências exatas e tecnologia, tornando-os capazes de "criar essas soluções tecnológicas" e deixá-los "preparados para as oportunidades que as empresas de tecnologia vão oferecer. Nesse mercado, ter mão de obra qualificada é fundamental".

Na visão de Paes, os próximos passos em direção a esse objetivo envolvem a própria manutenção das iniciativas lançadas, mas também um fomento a novas tecnologias, em especial a inteligência artificial, para "melhorar processos internos de governo" e de forma inclusiva.

"Já conseguimos enxergar muitas mudanças, mas é preciso que a sociedade civil e o setor privado percebam esse movimento e se engajem ainda mais, só assim vamos conseguir deixar esse legado", destaca. Além disso, o prefeito avalia que a imagem do Rio de Janeiro já está mudando.

"O Rio é lindo, global, tem vocação em áreas como energia, óleo e gás, economia criativa, turismo, entre outras. E a inovação é transversal a todas elas", avalia. Para o prefeito, a cidade possui um "soft power sem igual", com uma imagem nacional e internacional que deve ajudar a atrair empresas e iniciativas.

E, apesar de não descartar a competição com São Paulo, centro financeiro do Brasil, Paes defende que "temos a capacidade de oferecer tudo que São Paulo oferece e aos poucos o ecossistema local vai se consolidando. O Rio tem atrativos que São Paulo não tem, que se refletem na qualidade de vida de quem escolhe a cidade".

Especificamente no caso das criptomoedas, o prefeito destacou a decisão recente de permitir o pagamento de IPTU com criptomoedas. Há a expectativa, ainda, de criar o Centro de Empreendedorismo e Finanças do Amanhã, que segundo Paes "reunirá empresas do setor de finanças com foco em inovação".

"Somos amigos das criptos. O Sandbox.Rio também é um canal para projetos relacionados à blockchain. A Prefeitura do Rio está atenta a todos os movimentos do mercado, e às principais tendências. Queremos atrair o que há de mais inovador no mundo para a nossa cidade", diz Paes.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | TikTok

Acompanhe tudo sobre:Eduardo PaesRio de JaneiroCriptomoedas

Mais de Future of Money

ETFs de ether vão ser aprovados? Entenda impactos no preço da criptomoeda

Número de bitcoins em corretoras de criptomoedas cai para menor nível em 6 anos

Negociação de futuros de ether bate recorde de US$ 14 bilhões com expectativa sobre ETFs

Análise: mercado cripto retoma tendência de alta com dólar mais fraco e ETFs de ether no radar

Mais na Exame