Future of Money

Descubra quais os riscos e cuidados que é preciso tomar com IA no mercado financeiro

Análise de consultoria global aponta os principais temas para ficar de olho quando o assunto é a inteligência artificial e realidade virtual no mercado financeiro

 (Reprodução/Reprodução)

(Reprodução/Reprodução)

Mariana Maria Silva
Mariana Maria Silva

Repórter do Future of Money

Publicado em 13 de junho de 2023 às 09h06.

Programas de inteligência artificial (IA) já provaram que podem fazer muitas tarefas com um realismo surpreendente, facilitando o dia-a-dia de seus usuários. No entanto, o rápido avanço desta tecnologia também acendeu um alerta vermelho sobre os seus potenciais riscos e os cuidados que se deve tomar ao utilizá-las.

Para além de textos realistas que podem até mesmo garantir uma aprovação em uma prova de MBA, os impactos da inteligência artificial podem atingir grandes empresas e setores, como o mercado financeiro.

Segundo um estudo da Capco, consultoria global de gestão e tecnologia dedicada ao setor de serviços financeiros do Grupo Wipro, os bancos e instituições financeiras precisam se preparar para as mudanças que a inteligência artificial e a realidade virtual estão trazendo. Essas soluções, inclusive, poderão ser adotadas no cuidado de dados e do dinheiro de clientes.

“No trabalho e na vida pessoal, a inteligência artificial e a vigilância de realidade virtual estão se tornando mais comuns e menos óbvias em sua natureza intrusiva devido a dispositivos de uso conveniente, como relógios e óculos”, explicou Camille Ocampo, diretor Executivo Capco Brasil.

“Os investidores também devem se envolver com as empresas para garantir a responsabilidade e transparência da tecnologia. Isso porque sem divulgação e explicação apropriadas, a “medição” de funcionários e jogadores podem torná-los vítimas do rápido avanço da tecnologia”, acrescentou.

  • Uma nova era da economia digital está acontecendo bem diante dos seus olhos. Não perca tempo nem fique para trás: abra sua conta na Mynt e invista com o apoio de especialistas e com curadoria dos melhores criptoativos para você investir.  

Intiltulado “As tecnologias de vigilância IA+RV melhoram a inclusão ou nos transformam em sapos ferventes?”, o estudo debate os potenciais, riscos e cuidados ao se envolver com a inteligência artificial e realidade virtual no mercado financeiro.

De acordo com a Capco, os bancos precisam se adequar às mudanças sutis que, no futuro, terão enorme impacto. A expressão “sapos ferventes” é uma metáfora que faz referência à incapacidade das pessoas de reagir a mudanças significativas que ocorrem gradualmente ou a eventos que se tornaram lugar-comum.

Impactos em empresas e funcionários

O estudo determinou algumas áreas que terão mais impacto pelo uso das novas tecnologias. Confira:

No trabalho

Segundo a Capco, são muitas as aplicações que buscam gerar dados sobre os funcionários de uma empresa. Mas nem sempre as tecnologias são bem usadas e muitas vezes acabam tendo impacto negativo, segundo algumas pesquisas.

Assim, apesar dos riscos, há também potenciais benefícios, como:

  • Melhoria no acesso ao trabalho, atendimento ao cliente por chat online, abrindo a economia e criando empregos. As tecnologias são capazes de identificar quando os usuários ficam presos em alguma situação e portanto, quando precisam disponibilizar o uso de funções de chat ao vivo para obter ajuda.
  • Melhoria na inclusão: integração virtual de funcionários e realidade virtual ajudam a encobrir certas características por escolha do colaborador e a tornar a experiência mais positiva para o indivíduo.
  • Campo de jogo nivelado: o uso de Realidade Virtual em um ambiente de trabalho pode ser usado como ferramenta para nivelar o campo de jogo e remover viés.
  • Personalização para otimizar o ambiente pessoal: Isso significa a imersão total em realidade aumentada (RA). As empresas podem oferecer aos trabalhadores híbridos mais opções nos ambientes em que eles trabalham, ao permitir que o colaborador ajuste o ambiente – por exemplo, intensidade da luz e som – à sua preferência.
  • Quebra das barreiras linguísticas: a conversa com colegas em escritórios no exterior geralmente é numa única linguagem compartilhada e por isso pode excluir outras pessoas, dificultando progressos. Com os avanços em VR e AR, a tradução pode ser feita em tempo real.

Vigilância em treinamento

Alguns treinamentos podem ser difíceis de organizar, logisticamente complicados e dispendiosos, como cirurgias médicas. Segundo a Capco, o treinamento por meio de Realidade Virtual é escalável e oferece um maior grau de liberdade para criar e controlar ambientes virtuais, isolando fatores de influência para as melhorias esperadas.

Além disso, o treinamento pode permitir a prática repetida de exercícios realisticamente complicados e, consequentemente, melhora as habilidades psicomotoras. No entanto, não necessariamente melhora o conhecimento processual específico, anatomia e habilidades de tomada de decisão. O desempenho também pode estabilizar quando atinge a eficiência máxima. Isso sugere que pode haver limites para o treinamento em Realidade Virtual para as chamadas habilidades abertas, ou seja, as de ambientes variáveis.

Uma nova era da economia digital está acontecendo bem diante dos seus olhos. Não perca tempo nem fique para trás: abra sua conta na Mynt e invista com o apoio de especialistas e com curadoria dos melhores criptoativos para você investir.  

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok

Acompanhe tudo sobre:Inteligência artificialRealidade virtualMercado financeiro

Mais de Future of Money

Blockchain Poldkadot anuncia parceria com UTFPR para reforçar aposta no Brasil

Donald Trump lançou criptomoeda própria? Rumor faz ativo disparar mais de 100%

Inteligência artificial, blockchain e mais: qual será a tecnologia dos empregos do futuro?

CEO da Binance diz que bitcoin vai valer US$ 80 mil até o fim de 2024

Mais na Exame