Corretora erra e paga R$125 milhões para enviar R$535 mil na rede Ethereum

Bitfinex comete erro em transferência de 100.000 USDT e paga aquela que é provavelmente a maior taxa da história do blockchain Ethereum

Uma das maiores corretoras de criptoativos do mundo, a Bitfinex cometeu um erro que vai custar caro nesta segunda-feira, 27. Em uma transferência de 100.000 USDT, stablecoin cujo valor é equivalente ao dólar, a empresa pagou possivelmente a maior taxa da história da rede Ethereum, de mais de 23 milhões de dólares, ou cerca de 125 milhões de reais.

O USDT é um token ERC-20 e, assim, circula no blockchain Ethereum. Segundo dados do Etherscan, a exchange pagou um total de 7.676,6 ETH, equivalente a mais cerca de 23,3 milhões de dólares, em taxas à rede pela transação.

Como a transferência foi realizada pela recém implementada atualização EIP-1559, feita, entre outras coisas, para tornar as taxas mais previsíveis e também para aumentar a escassez do ether (criptomoeda nativa da rede Ethereum), 0,053 ETH foram queimados - o valor queimado corresponde a cerca de 165 dólares. Atualmente, segundo o YCharts, a taxa média de transação na rede Ethereum é de 4,12 dólares.

O objetivo da Bitfinex era transferir os 100.000 USDT da sua carteira principal para um endereço da DeversiFi, uma corretora descentralizada (DEX) incubada pela empresa. Como as transações em blockchain são definitivas, não há nada que a empresa possa fazer para corrigir o erro ou reaver o dinheiro.

A DefersiFi se manifestou nas redes sociais sobre o ocorrido: "Às 11h10 UTC de 27 de setembro, uma transação de depósito foi feita usando uma carteira de hardware da interface de usuário principal da DeversiFi com uma taxa de gás erroneamente alta. A DeversiFi está atualmente investigando a causa para determinar como isso ocorreu e irá mantê-lo atualizado. Nenhum fundo de clientes da DefersiFi está em risco e este é um problema interno para a DeversiFi resolver. As operações não foram afetadas".

Apesar de ter sido alvo de críticas recentemente por causa das altas taxas cobradas por transações em momentos de sobrecarga da rede, é importante ressaltar que a culpa, neste caso, é inteiramente das partes envolvidas na transação.

Especialistas especulam que a pessoa responsável pela operação confundiu os campos de "Gas Price" (valor máximo que o remetente está disposto a pagar por cada unidade de Gas) com "Gas Limit" (quantidade total de gas que a transação poderá consumir). Gas é o termo técnico para se referir aos custos para realizar transações no blockchain Ethereum.

"O "Gas Limit" da transação é de quase 170.000, uma taxa de 100 dólares para garantir uma confirmação rápida. Algum estagiário novato, entretanto, claramente cometeu um erro e talvez tenha colocado a quantidade de gwei [unidade de medida, em ether, para definir o "Gas Price"] igual ao 'Gas Limit', então cerca 160.000 gwei, ou cerca de 10.000 vezes mais do que a taxa básica normal", escreveu o Trustnodes.

Esta é provavelmente a maior taxa de transação da história da rede Ethereum, considerando o seu valor em dólares. Segundo o site The Block, o único caso conhecido comparável aconteceu em junho de 2020, quando uma corretora sul-coreana cometeu um erro em duas transações que, somadas, custaram mais de 5 milhões de dólares em taxas.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também