Com teste bem sucedido e data para atualização, ethereum dispara 12%; bitcoin também tem forte alta

Enquanto Ethereum marca data e vê encaminhado o processo para sua mais importante atualização, bitcoin tem recorde de carteiras e mercado cripto opera em alta nesta sexta-feira
Ethereum registra forte alta na manhã desta sexta-feira (znm/Getty Images)
Ethereum registra forte alta na manhã desta sexta-feira (znm/Getty Images)
G
Gabriel Rubinsteinn

Publicado em 15/07/2022 às 10:17.

Última atualização em 15/07/2022 às 10:29.

O ether (ETH), criptomoeda nativa da rede Ethereum, começou a sexta-feira, 15, com um forte movimento de alta, que já supera 13% de ganhos nas últimas 24 horas, puxado pelo resultado positivo de um dos últimos testes antes do "The Merge", que promoverá a mais importante atualização da história do segundo maior blockchain do mundo.

(Mynt/Divulgação)

Após longa espera e algumas tentativas frustradas, o "The Merge" está previsto para acontecer em meados de setembro e vai promover a transição do mecanismo de consenso da rede Ethereum de prova de trabalho ("proof-of-work", ou PoW) para a prova de participação ("proof-of-stake", ou PoS), o que diminuirá significativamente o consumo energético do blockchain e permitir a escalabilidade da rede.

O teste mais recente, que aconteceu na quinta-feira, 14, tinha como objetivo testar um mecanismo do novo formato de mineração, que não será mais realizado por máquinas oferecendo seu poder computacional à rede, mas por investidores com ether bloqueado em um contrato inteligente específico. A Ethereum Foundation estima que o novo método vai ser 99% mais eficiente do ponto de vista energético do que o modelo atual.

Desenvolvedores da rede Ethereum, inclusive, já definiram uma data para a mudança, que começou com o lançamento da Beacon Chain em dezembro de 2020 e cujo passo final sofreu uma série de atrasos e adiamentos desde então. Em reunião, ficou decidido que a Ethereum 2.0 será lançada em 19 de setembro.

Na quinta, além do teste bem sucedido e da divulgação da data para a atualização, os aplicativos que rodam na rede Ethereum também registraram aumento no volume de transações, em especial aqueles relacionados a finanças descentralizadas (DeFi), cujo valor total bloqueado (TVL) aumentou 3,5%, para quase US$ 77 bilhões.

No momento, o ether troca de mãos - ou de carteira - a US$ 1.225.

Bitcoin e outras criptomoedas também sobem

O otimismo causado pelo avanço da Ethereum parece ter servido de guia para outros ativos digitais. Na manhã desta sexta-feira, o bitcoin também opera em forte alta, de 6% nas últimas 24 horas, negociado a US$ 20.895.

No caso da principal criptomoeda do mundo, um dos fatores que mais contribui para a alta, segundo especialistas, é o crescimento no número de carteiras cujo saldo é maior do que zero - uma das métricas mais importantes sobre a adoção da rede. A rede Bitcoin chegou a mais de 42,5 milhões de carteiras com saldo maior que zero, o maior número da história.

Apesar da alta, Lucas Minchilo, analista da Titanium Asset, sugere cautela aos investidores: "O preço do Bitcoin tem mostrado resiliência diante diante das novas informações que surgem no contexto macro, porém o momento ainda exige cautela, devido a toda a sua complexidade. Novas queda não podem ser descartadas, como também as chances de recuperações maiores no curto prazo", disse, citando também a divulgação de dados sobre a economia dos EUA e discursos de membros do Fed que estão programados para esta sexta.

Além de bitcoin e ether, outras criptos aproveitam o embalo dos dois maiores ativos digitais do mundo e também operam em alta. O token SOL, nativo da rede Solana, é o destaque entre outras criptomoedas relevantes, cotado a US$ 37.89, com 12% de ganhos em 24h.

MATIC (9,5%), da rede Polygon; AVAX, do blockchain Avalanche (10,4%); shiba inu (7%); DOT, do protocolo Polkadot (8,5%); e XRP, da Ripple (6,5%) são outros ativos do top 20 por valor de mercado com ganhos superiores a 5% na manhã desta sexta-feira.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok