Future of Money

Coinbase anuncia investimento de mais de US$ 500 milhões em criptomoedas

CEO da Coinbase anunciou que a corretora de criptoativos irá alocar mais de meio bilhão de dólares de suas reservas em criptoativos e que 10% da receita da companhia será reinvestida em criptomoedas

Empresa recebeu autorização do conselho de administração para adicionar os ativos ao balanço (Chesnot / Colaborador/Getty Images)

Empresa recebeu autorização do conselho de administração para adicionar os ativos ao balanço (Chesnot / Colaborador/Getty Images)

Coindesk

Coindesk

Publicado em 20 de agosto de 2021 às 15h11.

Última atualização em 20 de agosto de 2021 às 15h16.

De acordo com uma publicação de Brian Armstrong, CEO e cofundador da Coinbase, uma das maiores corretoras de criptoativos do mundo, a Coinbase irá comprar mais de 500 milhões de dólares em criptomoedas para adicionar às suas reservas financeiras.

  • Brian Armstrong escreveu que a empresa “recebeu aprovação do conselho de administração”, para adicionar tais ativos a seu balanço.
  • O CEO também escreveu que a Coinbase iria investir 10% “de todo o lucro da companhia em mais criptomoedas”. Armstrong acrescentou que espera que “essa porcentagem continue crescendo com o tempo a medida que o ecossistema de criptoativos amadureça”, e que tinha esperanças de “operar mais de nossos negócios em criptomoedas”.
  • A companhia realizou seu IPO - ou oferta pública de ações - em abril, em uma listagem direta na Nasdaq, e no começo do mês divulgou uma receita líquida de 1,93 bilhão de dólares no segundo trimestre.
  • De acordo com notícias do The Wall Street Journal nesta quarta-feira, 18, a Coinbase acumulou uma reserva financeira de 4,36 bilhões de dólares para garantir que poderá continuar crescendo mesmo com os possíveis riscos ao negócio, como repressões regulatórias, ataques cibernéticos e quedas no volume de negociações.
  • Alesia Haas, CFO da Coinbase, observou em uma publicação no blog da Coinbase que a maioria das "transações financeiras corporativas" da corretora continuam acontecendo em dinheiro fiduciário, e adicionou que a companhia estava “em uma boa posição para dar o exemplo e dobrar o comprometimento com o desafio de possibilitar uma maior adoção dos criptoativos e de suas tecnologias”. 
  • Invista em bitcoin com apoio dos assessores do maior banco de investimentos da América Latina
Texto traduzido e republicado com autorização da Coindesk

Siga o Future of Money nas redes: Instagram | Twitter | YouTube

Acompanhe tudo sobre:BlockchainCriptomoedasFinançasMercado financeiroNasdaq

Mais de Future of Money

Empresa planeja venda de ações para comprar US$ 500 milhões em bitcoin

União de cripto com IA pode ser megatendência de US$ 20 trilhões, diz relatório

Mineradoras de bitcoin disparam após Trump prometer apoiar o setor nos EUA

Bitcoin vai continuar caindo? Saiba como o cenário macro dos EUA impacta a criptomoeda

Mais na Exame