Plataforma blockchain brasileira negociou 25 milhões de toneladas de soja

Covantis, que utiliza blockchain para controlar cadeia de fornecimento de soja no Brasil, já responde por cerca de 40% do total exportado pelo país

A Covantis, plataforma brasileira para o acompanhamento da cadeia produtiva da soja, baseada em blockchain, que foi lançada em fevereiro, já negociou 25 milhões de toneladas de soja nos últimos dois meses.

A plataforma blockchain apoiou acordos que já representam entre 35% e 45% do total de exportações de soja no Brasil, segundo o executivo comercial da Covantis, Sorin Albeanu.

Ele ressaltou desafio de introduzir tecnologias disruptivas em um mercado que funciona da mesma forma há décadas: “Pessoas da América do Sul… Europa, Ásia, América do Norte estão conectadas à plataforma para trocar dados, e isso é apenas o começo. O plano é continuar crescendo para maximizar a liquidez, os fluxos. É um processo… Estamos trazendo inovação para algo que não mudou por décadas”.

O crescimento da plataforma, que reúne gigantes do setor como Bunge, Cargill, Cofco, Louis Dreyfus e Viterra, contou com a adesão de mais dez empresas agrícolas em março.

Atualmente, as empresas que utilizam a plataforma respondem por 75% das exportações de soja e milho registradas no Brasil em 2020.

Para este trimestre, a Covantis promete a chegada de mais quatro ou cinco grupos empresariais, com uma meta de reunir 87% da produção de grãos do país. No segundo semestre, o consórcio espera a chegada de mais 10 produtores para a plataforma.

Inicialmente dedicada à soja, a Covantis já planeja a adesão de produtores de milho. O presidente do Comitê de Contratos da Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec), Marcos Amorim, diz que a plataforma é um desejo antigo dos associados da entidade e pode até ser expandida para o mercado global a partir dos Estados Unidos: “Com a tecnologia de blockchain você consegue manter uma grande base de dados, com segurança e com gasto pequeno”.

O objetivo final da Covantis é reunir toda a exportação de soja no Brasil na plataforma blockchain, que é registrada no ecossistema Ethereum através da ConsenSys, empresa de blockchain que recentemente recebeu aporte milionário de empresas como JPMorgan e Mastercard.

por Cointelegraph Brasil

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.