Santillana Educação promove debate sobre o papel do setor de educação na sustentabilidade

Com participação da EXAME, evento ressaltou o protagonismo dos professores e das empresas de educação para o avanço do capitalismo de stakeholder
 (Alistair Berg/Getty Images)
(Alistair Berg/Getty Images)
D
Da Redação

Publicado em 29/09/2022 às 16:16.

Última atualização em 03/10/2022 às 14:52.

Apesar de o termo ESG ter ganhado muita força nos últimos anos, sustentabilidade não é uma agenda nova para o Grupo Santillana. “Há quase dez anos publicamos nossos dados de sustentabilidade por meio da holding Prisa, que é signatária do Pacto Global da ONU”, diz Luciano Monteiro, diretor global de comunicação e sustentabilidade da Santillana.

E, por ser uma empresa de educação, o Grupo Santillana entendeu seu papel de passar adiante o conhecimento, quando o assunto é sustentabilidade. Para isso, promoveu recentemente o evento virtual “Movimento Santillana Educação 2022 – O ESG em Debate”, com gestores, docentes e comunidade acadêmica.

O primeiro painel teve participação do editor ESG da EXAME, Rodrigo Caetano, e da head de ESG da revista, Renata Faber que, junto com Monteiro, conversaram sobre o papel do setor de educação nessa agenda. “As empresas de educação têm um papel fundamental nessa agenda, pois elas vão formar os cidadãos do futuro”, explicou Renata. “Entender sobre sustentabilidade e incluir esse tema no currículo e no dia a dia dos alunos é fundamental para a vida desses alunos, que terão também o poder de construir um planeta melhor”.

“O papel da Santillana é tão importante, que esse setor tem um ODS especial”, explicou Caetano. Ele se refere aos objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que fazem parte da Agenda 2030 das Nações Unidas. os 17 ODS têm como objetivo acabar com a pobreza, proteger o clima e o meio ambiente, e garantir que as pessoas possam desfrutar de paz e prosperidade. O ODS 4 é o da “Educação de Qualidade”, que busca “assegurar a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos”.

Monteiro aproveitou o momento para falar sobre o propósito do Grupo Santillana. “Queremos contribuir para a formação de uma sociedade mais inclusiva, diversa e equitativa”. Nesse processo, os professores têm um papel fundamental. “Um professor tem um propósito claro, caso contrário ele teria escolhido uma outra profissão. E os professores serão aliados da Santillana na busca por uma sociedade mais sustentável”, concluiu Caetano.