BTG Pactual abre inscrições para programa gratuito BTG Soma Meio Ambiente 2024

Os participantes terão acesso a cerca de 85 horas de aulas online ao longo de cinco meses, abordando temas como liderança, modelos de negócios, sustentabilidade financeira e ampliação de impacto; veja como se inscrever

BTG Pactual abre inscrições para BTG Soma Meio Ambiente 2024 (Portra/Getty Images)
BTG Pactual abre inscrições para BTG Soma Meio Ambiente 2024 (Portra/Getty Images)
Marina Filippe
Marina Filippe

Repórter de ESG

Publicado em 2 de fevereiro de 2024 às 16h30.

O BTG Pactual (do mesmo grupo controlador da EXAME) abre as inscrições para a 3ª edição do BTG Soma Meio Ambiente, um programa de aceleração social com foco em organizações que atuam com o desenvolvimento ambiental dos biomas brasileiros. O prazo para se inscrever no programa online e gratuito é até 1º de março de 2024.

O BTG Soma selecionará 12 organizações, com ou sem fins lucrativos, incluindo Organizações da Sociedade Civil (OSC), negócios sociais e cooperativas. Os participantes terão acesso a cerca de 85 horas de aulas ao longo de cinco meses, abordando temas como liderança, modelos de negócios, sustentabilidade financeira e ampliação de impacto. Colaboradores voluntários do BTG Pactual realizarão mentorias com os participantes selecionados.

“Acreditamos que nossa expertise pode contribuir para impulsionar projetos de impacto social, e isso se materializa em iniciativas como o BTG Soma. O programa foca em capacitar a gestão das organizações, com reflexos na sustentabilidade financeira dessas entidades, o que viabiliza uma contribuição mais eficaz e duradoura para a sociedade”, diz Roberto Sallouti, CEO do BTG Pactual.

De acordo com o executivo, na última edição voltada para o meio ambiente, todas as organizações capacitadas atingiram pelo menos 90% das metas estabelecidas no início do programa, evidenciando melhorias em seus negócios.

“A cada edição, percebemos o quanto os participantes conseguem avançar durante o projeto e o potencial de transformação que estas organizações têm nas localidades em que atuam. Isso é um estímulo para seguirmos aprimorando cada vez mais este projeto que, em sua modalidade voltada para o meio ambiente, chega à terceira edição”, complementa Juliana de Paula, diretora de Responsabilidade Social do BTG Pactual.

“Comandar uma diversidade de organizações de relevância ambiental com a sabedoria e eficiência que encontramos no BTG Soma foi algo único, que nos proporcionou confiança para nos abrir e almejar novos voos", diz Jociery Parente, diretora presidente da Fundação Mamíferos Aquáticos que participou da última turma.

O BTG Soma Meio Ambiente conta com um comitê social, formado por grandes nomes do mercado: Alex Atala, empresário e fundador do Instituto Atá; Malu Nunes, diretora executiva da Fundação Boticário; Alexandre Bossi, investidor, presidente da SOS Pantanal e vice-presidente da Onçafari.

Desde seu início, o BTG Soma formou mais de 75 organizações ligadas à educação, ao meio ambiente e ao empreendedorismo em 9 edições já realizadas.

Como se inscrever

Para participar do BTG Soma Meio Ambiente é preciso ser uma organização, negócio social ou cooperativa com pelo menos um ano de atividade e CNPJ ativo no ato de inscrição, comprovável por meio de estatuto ou contrato social, e atestar a sua atuação com foco na conservação da biodiversidade (imagens, vídeos, contratos firmados, indicadores, base de dados, entre outros).

Os candidatos devem ter ao menos duas lideranças da organização com grande poder de mobilização e tomada de decisão para participar do programa. A dedicação estimada ao programa é de seis horas semanais durante os cinco meses de aceleração. Os inscritos devem ter ao menos dois colaboradores fixos com registro CLT ou PJ há mais de um ano.

Para mais informações e inscrições, visite https://conteudo.agosocial.com.br/btg-soma-meio-ambiente

Mais de ESG

Assaí busca fortalecer negócios locais com prêmio para pequenos empreendedores, incluindo informais

Transição energética exigirá US$ 4 trilhões por ano até a próxima década, estima BlackRock

Borboletas são 'termômetro' na medição das mudanças climáticas

40% das empresas de capital fechado assumem compromissos climáticos versus 70% das de capital aberto

Mais na Exame