Acompanhe:

Em meio a pandemia da covid-19, no primeiro semestre de 2021, a empresa de soluções para logística reversa Eureciclo, percebeu a necessidade de desenvolver a reciclagem do vidro no estado do Amazonas, começando pela capital Manaus. Poucos meses antes, entidades locais assinaram um termo de compromisso com uma série de obrigações para garantir a destinação adequada de embalagens recicláveis produzidas por empresas atuantes no estado.

"A pressão aumentou o interesse das empresas na destinação dos materiais e, no caso do vidro, nada era feito até então", diz Marcella Bueno, diretora de operações da Eureciclo. A partir dali, o desafio foi não só oferecer o destino adequado, mas também desenvolver a cadeia, uma vez que a opção existente até então era de mandar o vidro para o aterro local ou enviá-lo para o sudeste, o que geraria um custo extra. Para isto, a Eureciclo trabalhou em etapas:

Visualização e ativação da cadeia formal de reciclagem do vidro

A primeira parte do processo foi entender a geração do resíduo pós-consumo e a destinação até aquele momento. "Percebemos que o vidro era coletado pela prefeitura de Manaus, ia para a cooperativa e depois da separação o material ficava parado até a prefeitura recolhe-lo de volta e mandá-lo para o aterro", diz Caio Trogiani, gerente de operações e projetos da Eureciclo.

Para mudar o cenário, alguns parceiros participaram de etapas de teste. "Ali tivemos acertos, mas também erros, como mandar o vidro não triturado para o sudeste. Além do alto custo de logística, a carga não era otimizada", afirma Caio. Ao todo, foram seis meses de testes.

Utilização da rede de parceiros e criação de hubs logísticos

Já em 2022, a Eureciclo encontrou uma solução com um parceiro local: um hub que concentra o vidro coletado e os entrega aos operadores, garantindo o escoamento e processamento do material. Com enfoque nas centrais de triagem, o vidro é triturado e utilizado, por exemplo, na indústria da construção do Amazonas. "Segundo o parceiro, a operação da empresa só continuou por conta do investimento da Eureciclo", afirma Marcella.

Assim, a empresa saltou de 250 toneladas de vidro coletadas em janeiro para cerca de 1.000 toneladas ao mês a partir de junho do ano passado. Os créditos gerados com a operação, e pagos pelos clientes da Eureciclo, adicionam cerca de 5 a 10 mil reais ao mês para as cinco cooperativas parceiras. "Manaus não tinha nenhuma reciclagem do vidro e agora tem de 1.000 toneladas ao mês, gerando receita para as pessoas da cidade e diminuindo o impacto ambiental. Esta é uma prova de como as empresas podem gerar incentivos financeiros para a reciclagem no Brasil", afirma Caio.

Ao todo, foram mais de 1 milhão investidos em um ano, por meio dos créditos, remunerando os parceiros e criando tecnologias. "Com isto, de acordo com nosso cálculo, aumentamos ao menos 1% as taxas de reciclagem no Amazonas. Isto é um aumento considerável, visto que a taxa do estado era de 1,62% em 2021", diz Marcella.

 

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Ivson Coêlho: o papel da ZFM no desenvolvimento econômico e social da região amazônica
Um conteúdo Bússola

Ivson Coêlho: o papel da ZFM no desenvolvimento econômico e social da região amazônica

Há 16 horas

App que será lançado no Web Summit promete revolução verde conectando usuários, empresas e ONGs
Um conteúdo Bússola

App que será lançado no Web Summit promete revolução verde conectando usuários, empresas e ONGs

Há um dia

Com vendas em alta, Zegna lança livro sobre seu “oásis de sustentabilidade”
Casual

Com vendas em alta, Zegna lança livro sobre seu “oásis de sustentabilidade”

Há um dia

Depois de apagão em Manaus, Ministério de Minas e Energia diz que 80% do sistema foi restabelecido
Brasil

Depois de apagão em Manaus, Ministério de Minas e Energia diz que 80% do sistema foi restabelecido

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais