ESG

As ações da Yduqs para democratizar o acesso à educação

A empresa do setor de ensino superior tem iniciativas de alfabetização, apoio financeiro aos alunos e reforço para egressos de escolas públicas

Temas de ESG são debatidos em todos os cursos da Yduqs, conta Claudia Romano, head de ESG e presidente do Instituto Yduqs (Adtalem Brasil/Divulgação)

Temas de ESG são debatidos em todos os cursos da Yduqs, conta Claudia Romano, head de ESG e presidente do Instituto Yduqs (Adtalem Brasil/Divulgação)

Letícia Ozório
Letícia Ozório

Repórter de ESG

Publicado em 13 de março de 2024 às 11h00.

Última atualização em 14 de março de 2024 às 10h33.

Desde 2018, a Yduqs, grupo de empresas de ensino superior, já agiu na alfabetização de mais de 1300 jovens e adultos, ação que envolve professores e alunos como mentores em seis Estados.

O Projeto de Alfabetização e Letramento atua na região onde as unidades estão presentes, com aulas nos horários em que as salas estão vazias, como durante alguns períodos da tarde ou ao fim da noite. Para esse projeto, a Yduqs criou um método próprio de letramento que busca a autonomia do aluno, como no uso do transporte público e idas ao médico, e que leva em torno de cem horas para que ele consiga ler e escrever frases básicas. A empresa pretende criar um segundo nível do curso, que vai aprofundar o aluno em leituras mais complexas.

A iniciativa faz parte das ações do Instituto Yduqs, braço social da empresa, criado há três anos. Segundo Claudia Romano, head de ESG e presidente do Instituto, a necessidade de criá-lo veio com a consciência de que a empresa poderia colocar mais gestão nas práticas que já existiam, como a de democratização da educação.

Outro projeto criado pela companhia foi o Rede de Valor, que propõe uma ajuda financeira para alunos de medicina no IDOMED que tenham ingressado por meio do Prouni. Romano explica que, com as aulas integrais, os alunos não conseguem encaixar o trabalho na rotina. “Por meio de doações dos colaboradores, parceiros e empresas, criamos um apoio para o ingressante do Prouni. É uma verba de R$ 400 por mês, que pode ajudar com transporte, alimentação ou entretenimento, que acaba ficando de lado com as outras prioridades”, conta.

A Yduqs ainda se responsabiliza por dobrar os valores doados para os estudantes. De acordo com a presidente, o programa começou no Rio de Janeiro, mas hoje já existe também no Maranhão, Bahia, Ceará e Piauí, atendendo por volta de 150 alunos do primeiro ao sexto semestre de medicina. Um terceiro programa, chamado Prisma, ajuda alunos egressos do ensino público a suprir as falhas no ensino, com um reforço em conteúdos acadêmicos de áreas estratégicas para seus cursos.

Das 24 metas criadas pela empresa, 10 são ligadas à área de diversidade. A empresa também investiu na diversidade racial por meio do programa de trainee exclusivo para negros, que busca formar uma liderança mais diversa. A terceira edição contou com 12 mil inscritos. Isso incentivou também uma maior inclusão de pessoas negras na docência: com um resultado 106% maior do que o esperado para o ano, a empresa tem uma rede de professores universitários composta por 35,3% de pretos e pardos.

Claudia Romano conta que, hoje, as ações de ESG estão integradas ao dia a dia da empresa, o que além de impactar a atuação da Yduqs, influencia todo o setor de ensino.

"Todos os setores deveriam se preocupar com a agenda ESG, em especial a educação, que tanto pode contribuir com a área social, criando impacto positivo"Claudia Romano, head de ESG do Instituto Yduqs

Os planos futuros da companhia incluem uma maior universalização dos temas de ESG — que recentemente passaram a ser ofertados em todos os cursos das graduações. Avançar nas metas da área ambiental também é um objetivo, no qual já atingiu grandes marcos em 2023: a Yduqs se tornou carbono zero no ano passado. Além disso, seus conteúdos ambientais atingiram 263 mil do total de 1,4 milhão de alunos.

Acompanhe tudo sobre:EducaçãoDesigualdade socialYduqs / EstácioESG

Mais de ESG

Meta do Acordo de Paris pode ser cumprida se mundo chegar ao net zero, diz estudo da BloombergNEF

Consumidores da classe C respondem por 45% dos pedidos de financiamento de painéis solares

Pesquisadores encontram microplásticos em testículos humanos e de cachorros

Veuve Clicquot anuncia prêmio para empreendedoras brasileiras

Mais na Exame