Um conteúdo Esfera Brasil

Projeto quer aumentar diversidade em gabinetes do Legislativo

Organização Legisla Brasil criou programa de recrutamento para vagas de assessoria parlamentar com base em critérios de representatividade
Lana Faria, Dayana Morais e Washington Silva, coordenadores da organização Legisla Brasil (Divulgação/Divulgação)
Lana Faria, Dayana Morais e Washington Silva, coordenadores da organização Legisla Brasil (Divulgação/Divulgação)
E
Esfera Brasil

Publicado em 18/11/2022 às 16:31.

Última atualização em 19/11/2022 às 11:32.

Para aumentar a representatividade nos espaços de poder, a Legisla Brasil está com processo seletivo aberto para a segunda edição do Programa O2 - Oxigenando a Política Brasileira, iniciativa que recruta profissionais para vagas de assessoria parlamentar em gabinetes de vereador, deputado estadual, deputado distrital, deputado federal e senador, com base em critérios de diversidade.

A instituição busca montar um banco de talentos que englobe grupos historicamente subrepresentados, como negros, pardos e indígenas, pessoas com deficicência, de baixa renda (até 3 salários-mínimo ou primeira geração da família a cursar o ensino superior), e LGBTQIA+.

"Os gabinetes legislativos têm uma influência enorme na criação de políticas públicas. Tornar esse ambiente mais a cara do Brasil vai melhorar a qualidade do que é criado pelo Legislativo brasileiro e aproximar a população da política. O O2 é por onde começamos esse trabalho, preparando pessoas que não vemos atualmente dentro da política para atuar dentro dos mandatos de todo o país" afirma Luciana Elmais, sócia-fundadora da Legisla Brasil.

Para participar, é preciso acessar o site da organização (https://www.legislabrasil.org/programa-o2/) e fazer a inscrição. Os candidatos vão passar por fases para avaliação de conhecimento geral e entrevista. Não é preciso conhecimento prévio em atividades de gabinete. Durante o processo, os selecionados participam de imersões com especialistas em Legislativo para já entenderem os processos e principais desafios dentro do ambiente de trabalho.

Na primeira edição, em 2021, o programa recebeu 2700 inscrições e selecionou 245 profissionais, sendo 220 pertencentes aos grupos focais, ou seja, 90% de diversidade. A expectativa para este ano é ter pelo menos 70% dos selecionados nos perfis prioritários. Para participar, não é obrigatório fazer parte dos grupos.

A Legisla Brasil foi agraciada, por conta do programa O2, com o Selo de Direitos Humanos e Diversidade, premiação da Prefeitura de São Paulo. É o reconhecimento das iniciativas e práticas de inclusão e diversidade nas organizações públicas, privadas e do terceiro setor.