Esfera Brasil
Um conteúdo Esfera Brasil

Na Colômbia, Lula reforça compromisso com integração regional

Entre os compromissos firmados está um protocolo de intenções com foco em mais ofertas de voos entre os dois países

Em seu terceiro mandato, Lula vive desafio para integrar nações da América Latina (Ricardo Stuckert / PR/ Flickr/Reprodução)

Em seu terceiro mandato, Lula vive desafio para integrar nações da América Latina (Ricardo Stuckert / PR/ Flickr/Reprodução)

Esfera Brasil
Esfera Brasil

Plataforma de conteúdo

Publicado em 22 de abril de 2024 às 07h59.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) encerrou, na última semana, uma viagem de dois dias à Colômbia. No país vizinho, o líder brasileiro voltou a defender uma política de integração da América Latina e o fortalecimento do comércio entre os países da região.

Na agenda de Lula, um encontro de empresários para expandir os negócios entre as duas nações e também acordos nas áreas de agricultura, direitos humanos e turismo. Entre os compromissos firmados, está um protocolo de intenções entre a brasileira GOL Linhas Aéreas e a colombiana Avianca, anunciando uma nova rota internacional entre Bogotá e Brasília. Inicialmente, serão três voos semanais de ida e volta, a partir de 27 de outubro de 2024. É esperado que a rota conecte mais de 20 cidades brasileiras e mais de 30 destinos a partir de Bogotá.

Segundo a cientista política Ariane Roder, do Instituto de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração (Coppead) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Coppead/UFRJ e especialista em Relações Internacionais, diferentemente do que aconteceu nos mandatos anteriores de Lula, o mundo vive um enfraquecimento das instituições multilaterais.

De acordo com Ariane Roder, o mundo vive um processo conhecido como desglobalização, com o avanço de pautas nacionalistas, protecionistas e anti-integração. Em entrevista concedida a jornalistas em Bogotá, Lula apontou que o fluxo comercial do Brasil com as nações do continente é de US$ 42 bilhões, e poderia ser maior.

“A Colômbia desempenha um papel importante como comprador de produtos brasileiros de alto valor agregado, como carros e equipamentos. Essa relação econômica bilateral destaca a relevância do Brasil na região e ressalta a necessidade de uma abordagem diplomática eficaz para lidar com os desafios políticos e econômicos em curso”, afirmou.

Ano passado, o presidente colombiano Gustavo Petro foi um dos participantes da Cúpula da Amazônia, e defendeu que o processo de transição energética seja acelerado em todo o planeta, visando a descarbonização. No encontro da última semana, o líder colombiano também abordou a necessidade de os países manterem parcerias em áreas estratégicas.

É esperado que a pauta ambiental seja aprofundada nos debates da COP30, prevista para Belém (PA), no ano que vem. O encontro reunirá líderes mundiais na capital paraense para discutir temas voltados para a sustentabilidade e a expansão de rotas tecnológicas de baixo carbono. A COP será um dos temas a serem debatidos no Seminário Brasil Hoje, promovido pela Esfera Brasil. As discussões podem ser acompanhadas ao vivo pelo YouTube.

Acompanhe tudo sobre:Luiz Inácio Lula da SilvaGoverno LulaColômbia

Mais de Esfera Brasil

Programa para recuperar áreas degradadas conta com apoio do Japão

Brasil recebe quase 3 milhões de turistas estrangeiros em 4 meses

Socorro a gaúchos deverá contar com apoio de aviões dos Emirados Árabes

Letra de Crédito do Desenvolvimento cria novas condições para investimentos no Brasil

Mais na Exame