Vendas em supermercados têm alta real de 3,33% em novembro

Apesar de uma aceleração do crescimento nos meses finais de 2018, o ano acabou frustrando as expectativas da Abras

São Paulo - As vendas dos supermercados brasileiros tiveram alta real de 3,33 por cento em novembro na comparação com o mesmo mês de 2017, conforme dados do Índice Nacional de Vendas, da Associação Brasileira de Supermercados (Abras). O índice é deflacionado pelo IPCA/IBGE.

Na comparação com outubro, as vendas aumentaram 5,36 por cento. Com o resultado de novembro, o setor acumula alta real de 1,97 por cento nas vendas em 11 meses.

Apesar de uma aceleração do crescimento nos meses finais de 2018, o ano acabou frustrando as expectativas da Abras. A previsão inicial da entidade era de crescimento de 3 por cento nas vendas, projeção que mais tarde foi revisada para 2,5 por cento. Agora, a Abras considera que o crescimento entre janeiro e dezembro deve se manter na faixa dos 2 por cento.

Em valores nominais, ou seja, sem desconto da inflação, as vendas de novembro foram 7,51 por cento maiores do que as do mesmo mês de 2017. O resultado de janeiro a novembro em termos nominais é um crescimento de 5,58 por cento.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.