Acompanhe:

Rotativo do cartão: limite de juros e encargos passa a valer a partir desta quarta; entenda

Pela norma aprovada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), taxas não podem ultrapassar o valor original da dívida

Modo escuro

Continua após a publicidade
Cartões de crédito: na prática, se um cliente deve R$ 1 mil no rotativo, os juros e encargos cobrados se limitam a R$ 1 mil. (0meer/Thinkstock)

Cartões de crédito: na prática, se um cliente deve R$ 1 mil no rotativo, os juros e encargos cobrados se limitam a R$ 1 mil. (0meer/Thinkstock)

A nova regulamentação para os juros do rotativo do cartão do crédito, aprovada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) em 21 de dezembro, começa a valer a partir desta quarta-feira, 3. Pela norma aprovada pelo colegiado, juros e encargos cobrados não podem ultrapassar o valor original da dívida. O parcelado sem juros não foi alterado. 

Na prática, se um cliente deve R$ 1 mil no rotativo, os juros e encargos cobrados se limitam a R$ 1 mil. Com isso, a dívida total terá um limite de R$ 2 mil. Apenas o Imposto sobre Operação Financeira (IOF) não será considerado nessa regra.

A limitação foi estabelecida na Lei Federal nº 14.690 de 2023 e determinou que a cobrança das taxas não pode superar o dobro do valor da dívida. Até outubro, os juros médios anuais do rotativo do cartão de crédito chegam 431,6%, segundo dados do Banco Central (BC).

O que são os juros rotativos?

Os juros rotativos são uma modalidade de crédito ativada automaticamente quando o cliente não paga o valor total da fatura do cartão até a data de vencimento. Quando isso ocorre, o saldo devedor é transferido para a próxima fatura e acrescido de juros que são aplicados ao saldo remanescente.

Quando valerá a nova regra?

A nova regra valerá a partir de 3 de janeiro. Na prática, se um cliente deve R$ 1 mil rotativo, os juros e encargos cobrados se limitam a R$ 1 mil. Com isso, a dívida total terá um limite de R$ 2 mil.  Apenas o Imposto sobre Operação Financeira (IOF) não será considerado nessa regra.

Entenda o caso

Após a aprovação da lei pelo Congresso, Campos Neto buscou representantes do sistema financeiro, da indústria de cartões e empresários para debater a limitação e, eventualmente, para limitar o parcelamento sem juros do cartão. Os grandes bancos defendem que os juros do rotativo decorrem da inadimplência da modalidade e do excesso de parcelas.

Como mostrou a EXAME, na primeira reunião entre as partes, o presidente do BC propôs limitar as compras no cartão em 12 parcelas sem juros. Com exceção dos grandes bancos, todos se posicionaram contra limitar o parcelado sem juros. Alguns varejistas, inclusive, alertam que dependem de parcelas superiores a 12 vezes para vender produtos e serviços. O debate sobre limitar a tarifa de intercâmbio nas compras com cartão de crédito também foi pouco explorado.

Na segunda reunião realizada pelo BC com empresas de maquininhas de cartão, bancos, fintechs e varejistas  o presidente da autoridade monetária. Sem um consenso entre as partes sobre a possibilidade de limitar as compras parceladas e os juros do rotativo do cartão, Campos Neto mais ouviu do que falou. Além do presidente do BC, todos os diretores estavam presentes, mesmo que remotamente.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Quem tem cartão de crédito, precisa declarar Imposto de Renda?
seloMinhas Finanças

Quem tem cartão de crédito, precisa declarar Imposto de Renda?

Há um dia

Juros de 99% das operações do rotativo e parcelado sobem em 7 instituições em fevereiro, diz BC
Economia

Juros de 99% das operações do rotativo e parcelado sobem em 7 instituições em fevereiro, diz BC

Há 2 dias

Juro médio no rotativo do cartão de crédito cai 6,8 p.p. de janeiro para fevereiro, afirma BC
Economia

Juro médio no rotativo do cartão de crédito cai 6,8 p.p. de janeiro para fevereiro, afirma BC

Há 2 dias

Visa e Mastercard fecham acordo de US$ 30 bi para reduzir 'taxa de maquininhas' nos EUA
seloMercados

Visa e Mastercard fecham acordo de US$ 30 bi para reduzir 'taxa de maquininhas' nos EUA

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais