Economia

Rombo nas contas externas do Brasil tem queda 33% em fevereiro

Houve redução de US$ 1,4 bilhão, ante o déficit registrado em fevereiro de 2022

Os investimentos estrangeiros no país registraram ingressos líquidos de US$6,5 bilhões em fevereiro de 2023, abaixo do ingresso de US$10,8 bilhões no mesmo período em 2022 (Ueslei Marcelino/Reuters)

Os investimentos estrangeiros no país registraram ingressos líquidos de US$6,5 bilhões em fevereiro de 2023, abaixo do ingresso de US$10,8 bilhões no mesmo período em 2022 (Ueslei Marcelino/Reuters)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 27 de março de 2023 às 10h59.

Última atualização em 28 de março de 2023 às 11h37.

Dados do Banco Central divulgados nesta segunda-feira apontam que o Brasil registrou saldo negativo de US$ 2,8 bilhões nas contas externas em fevereiro de 2023. O déficit, porém, representou uma queda de 33% em relação ao mês de fevereiro de 2022, quando houve saldo negativo de US$4,2 bilhões.

Na prática, as contas externas consideram três dados. O primeiro é o desempenho da balança comercial de produtos entre o Brasil e outros países, isto é, as exportações e importações. Em fevereiro deste ano, houve superávit de US$2,5 bilhões.

O segundo dado é a balança de serviços das contas externas do país. É considerado, sobretudo, as compras de brasileiros no exterior, incluindo gastos com importações de serviços financeiros, fretes e aluguel de equipamentos e até gastos de turismo. O déficit na conta de serviços totalizou US$2,0 bilhões em fevereiro de 2023.

A renda primária é terceiro e última dado, ou seja, as remessas de dinheiro e pagamentos (lucros, juros e dividendos) que as empresas multinacionais, com filial no Brasil, enviam para o exterior. Nesse cálculo também estão as remessas que empresas brasileiras recebem do exterior. O déficit em renda primária somou US$3,4 bilhões em fevereiro de 2023.

Investimento direto no Brasil

Os investimentos estrangeiros no país registraram ingressos líquidos de US$6,5 bilhões em fevereiro de 2023, abaixo do ingresso de US$10,8 bilhões no mesmo período em 2022. Os investimentos diretos no país (IDP) acumulados em 12 meses, totalizaram US$88,0 bilhões (4,49% do PIB), até fevereiro

Acompanhe tudo sobre:economia-brasileiraContas

Mais de Economia

Alckmin pede que deputados retirem taxação de importados do Mover

Como funciona o voo de 25 horas que liga São Paulo a Pequim

BNDES está discutindo com a Fazenda linha especial para reconstrução do RS, diz Barbosa

Boletim Focus: mercado consolida desancoragem de expectativas de inflação e espera juros mais altos

Mais na Exame