Acompanhe:

Privatização da Petrobras? Bolsonaro quer e avaliará com equipe econômica

"Eu já tenho vontade de privatizar a Petrobras, tenho vontade, vou ver com a equipe econômica o que a gente pode fazer", disse o presidente

Modo escuro

Continua após a publicidade
Petrobras: A declaração vem após o ministro da Economia, Paulo Guedes, defender na véspera que o governo possa vender ações da petroleira estatal (Alan Santos/PR/Flickr)

Petrobras: A declaração vem após o ministro da Economia, Paulo Guedes, defender na véspera que o governo possa vender ações da petroleira estatal (Alan Santos/PR/Flickr)

A
Agência O Globo

Publicado em 14 de outubro de 2021 às, 10h39.

Última atualização em 15 de outubro de 2021 às, 10h33.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira que tem vontade de privatizar a Petrobras e que avaliará com a equipe econômica o que pode fazer, durante uma entrevista à Rádio Novas de Paz, do Pernambuco.

"Eu já tenho vontade de privatizar a Petrobras, tenho vontade, vou ver com a equipe econômica o que a gente pode fazer, porque, o que acontece? Eu não posso, não é controlar, não posso melhor direcionar o preço do combustível, mas quando aumenta a culpa é minha. Aumenta o gás de cozinha, a culpa é minha, apesar de ter zerado o imposto federal", afirmou o presidente.

A questão do preço dos combustíveis e do gás de cozinha é um ponto recorrente dos discursos do presidente Bolsonaro, que culpa a inflação na cobrança do ICMS pelos governadores. Entretanto, segundo especialistas, o principal responsável pelo aumento do preço dos combustíveis é a desvalorização do real em relação ao dólar.

O ICMS é um imposto cobrado pelos estados e o cálculo é feito com base em um percentual sobre o preço final do combustível ou do gás de cozinha, calculado periodicamente. Quando o preço dos combustíveis aumenta, consequentemente o valor arrecadado com o ICMS também aumenta. Entretanto, a cobrança em si não é responsável pelo aumento.

O real é uma das moedas mais desvalorizadas no mundo em 2021. Isso ocorreu por fatores externos mas também pela situação política e fiscal. O país não conseguiu avançar na agenda de reformas e, durante boa parte do ano, o presidente Bolsonaro atacou outras instituições, sobretudo o Supremo Tribunal Federal.

A declaração vem após o ministro da Economia, Paulo Guedes, defender na véspera que o governo possa vender ações da petroleira estatal em momento de valorização dos papéis para distribuir parte dos ganhos à população mais vulnerável.

As ações preferenciais da Petrobras saltaram após os comentários de Bolsonaro, avançando 1,9% para 30,20 reais no pregão da manhã.

  • Fique por dentro das principais notícias do Brasil e do mundo. Assine a EXAME

Últimas Notícias

Ver mais
Por que o PIB do Brasil cresceu 2,9% em 2023? Entenda em 4 pontos
Economia

Por que o PIB do Brasil cresceu 2,9% em 2023? Entenda em 4 pontos

Há um dia

Fazenda avalia crescimento do PIB na margem do esperado e vê indústria com otimismo
Economia

Fazenda avalia crescimento do PIB na margem do esperado e vê indústria com otimismo

Há um dia

PIB de 2023 deve superar — e muito — as estimativas iniciais do mercado; veja o que esperar
Economia

PIB de 2023 deve superar — e muito — as estimativas iniciais do mercado; veja o que esperar

Há 2 dias

PWC: 69% dos CEOs do agronegócio estão otimistas com crescimento da economia
EXAME Agro

PWC: 69% dos CEOs do agronegócio estão otimistas com crescimento da economia

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais