Acompanhe:

Brasil fica na 28ª posição em ranking de alta no PIB do 3º trimestre; veja lista completa

No terceiro trimestre, o Brasil ficou à frente de Reino Unido, Alemanha, China, Japão, Itália e Índia, que integram as dez maiores economias do mundo

Modo escuro

Continua após a publicidade
PIB: crescimento foi maior do que grandes economias (Dado Galdieri/Bloomberg/Getty Images)

PIB: crescimento foi maior do que grandes economias (Dado Galdieri/Bloomberg/Getty Images)

A alta de 0,1% do Produto Interno Bruto (PIB) coloca o Brasil em 28º lugar em comparação com o avanço da atividade econômica de outras 51 economias, segundo projeções compiladas por Alex Agostini, economista-chefe da Austin Rating. 

O cálculo se baseia no valor corrente do PIB e as projeções do Fundo Monetário Internacional para as principais economias globais. No segundo trimestre, o Brasil teve valor corrente em moeda local de R$ 2,741 trilhões.

No terceiro trimestre, o Brasil ficou à frente de Reino Unido, Alemanha, China, Japão, Itália e Índia, que integram as dez maiores economias do mundo. A economia que mais avançou no período foi da Filipinas, com alta de 3,3%.

Os Estados Unidos, a maior potência do mundo, ficou em 9ª lugar, com alta de 1,3%. A China ficou em 8ª lugar, com crescimento de 1,3%. A média dos países membros do G7, Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido, ficou em 1%.

PIB do Brasil surpreende no terceiro trimestre

O Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil cresceu 0,1% no terceiro trimestre deste ano, na comparação com os três meses imediatamente anteriores. 

O PIB, que é a soma dos bens e serviços finais produzidos no Brasil, totalizou R$ 2,741 trilhões em valores correntes no trimestre. O resultado ficou acima da expectativa do mercado financeiro, que esperava uma queda entre 0,2% e 0,4%. Alta do setor de serviços e aumento do consumo das famílias explicam o resultado.

Na comparação com o mesmo trimestre de 2022, o PIB cresceu 2,0%, impactado pelos resultados positivos dos três grandes setores. Segundo o IBGE, essa é a terceira taxa positiva seguida, após a variação de -0,1% nos últimos três meses do ano passado. O PIB acumula alta de 3,2% no período de 12 meses. 

Com o resultado, a atividade econômica brasileira opera 7,2% acima do patamar pré-pandemia, registrado no quarto trimestre de 2019, e atinge o ponto mais alto da série histórica.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Milei aumenta salário mínimo em 30% em meio a inflação de 254%
Economia

Milei aumenta salário mínimo em 30% em meio a inflação de 254%

Há 3 horas

Banco Central da China corta taxa de juros de empréstimo a longo prazo
Economia

Banco Central da China corta taxa de juros de empréstimo a longo prazo

Há 4 horas

Com mais de US$ 13 bilhões, Itajaí, em SC, foi a cidade que mais importou no Brasil em 2023
Economia

Com mais de US$ 13 bilhões, Itajaí, em SC, foi a cidade que mais importou no Brasil em 2023

Há 5 horas

Governo negocia com Congresso mas é pressionado com vetos e desoneração
Economia

Governo negocia com Congresso mas é pressionado com vetos e desoneração

Há 6 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais