Economia

Papa Francisco recebe presidente do BID e ganha camisa do Flamengo

Torcedor do San Lorenzo, da Argentina, o pontífice posou com a camisa rubro-negra, time do coração de Ilan Goldfajn

Papa Francisco recebe camisa do Flamengo de Ilan Goldfajn, presidente do BID, durante reunião no Vaticano (Reprodução/X)

Papa Francisco recebe camisa do Flamengo de Ilan Goldfajn, presidente do BID, durante reunião no Vaticano (Reprodução/X)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 1 de junho de 2024 às 16h42.

Ex-presidente do Banco Central do Brasil e agora presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento, Ilan Goldfajn encontrou o Papa Francisco no Vaticano na última sexta-feira, 31. Ilan conversou com o Pontífice sobre a pobreza e as mudanças climáticas do planeta.

Após a conversa, o presidente do BID entregou ao papa uma camisa do Flamengo, seu time do coração. O Pontífice, que é torcedor declarado do San Lorenzo, da Argentina, postou com a camisa rubro-negra ao lado de Ilan, e lhe entregou um livro de presente chamado “Querida Amazônia”, que celebra a cultura, a floresta e o povo da região amazônica.

"O Pontífice gosta de futebol. Aproveitei a nossa conversa sobre o acordo do BID com Scholas Occurrentes e a Amazônia e presenteei o Papa com a camisa do meu time, o Flamengo", postou Ilan.

O presidente do BID falou também, em seu X, antigo Twitter, de uma forma geral sobre o seu encontro com o papa.

"Hoje tive a honra de reunir-me com o papa Francisco. Foi um encontro muito especial. Falamos sobre a necessidade de reduzir a pobreza, sua conexão com as mudanças climáticas e a urgência em agir para a sua mitigação e adaptação. Ele me presenteou com seu livro “Querida Amazônia”, que celebra a cultura, a floresta e o povo da região amazônica. Proteger as pessoas, as comunidades e a biodiversidade da Amazônia são exatamente os eixos centrais do nosso programa Amazônia Sempre. Também falamos sobre a nossa relação histórica com a Scholas Occurrentes e o nosso novo projeto conjunto no Haiti para ajudar a reduzir a violência juvenil e promover a educação através do esporte", publicou.

Nos próximos dias, o papa deverá receber também Fernando Haddad, ministro da Fazenda do Brasil.

Acompanhe tudo sobre:FlamengoIlan GoldfajnPapa Francisco

Mais de Economia

Exclusivo: o que pode mudar na PEC que amplia autonomia do BC e pode economizar R$ 5 bi

Pacheco devolve parte da MP sobre créditos do PIS/Cofins

Banco Mundial projeta crescimento global de 2,6% e de 2,2% para o Brasil em 2024

Fed deve manter juros inalterados nos EUA até o fim do ano com pressões inflacionárias, prevê Itaú

Mais na Exame