Economia

Brasil quita dívida com FMI ainda em 2005

Pagamento de US$ 15,5 bilhões será antecipado

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 9 de outubro de 2008 às 10h57.

Antes do final deste ano o Brasil terá quitado sua dívida com o Fundo Monetário Internacional (FMI). O ministério da Fazenda informa que o pagamento de 15,46 bilhões de dólares será antecipado para o final de 2005. O cronograma original previa amortizações de 7,031 bilhões de dólares em 2006 e 8,429 bilhões em 2007.

Segundo nota da pasta conduzida por Antonio Palocci, a antecipação decorre do fortalecimento do setor externo e de outros fundamentos macroeconômicos do Brasil.

O documento menciona o montante exportado, que chega aos 120 bilhões de dólares em 12 meses, o saldo comercial superior a 40 bilhões e, pelo segundo ano consecutivo, o saldo da conta corrente do balanço de pagamentos próximo a 2% do Produto Interno Bruto (PIB).

"Houve também melhora no perfil da dívida pública externa, cujo prazo médio de emissões tem excedido 11 anos, e no pré-financiamento da rolagem desta dívida", diz a nota do ministério. Os recursos para a quitação serão sacados das reservas internacionais brasileiras.

A nota afirma que a quitação não implica em um rompimento com o FMI, e que o país manterá boas relações com o órgão, insistindo no diálogo sobre a "conveniência de desenvolver mecanismos que fortaleçam a arquitetura financeira mundial e amenizem os impactos de choques sobre a conta de capital das economias abertas".

Acompanhe tudo sobre:[]

Mais de Economia

Caged: emprego cresce pelo 4º mês e Brasil abre 240 mil vagas com carteira assinada em abril

Taxa de desemprego fecha abril em 7,5%, o menor resultado para o mês desde 2014

Brasil melhora, mas continua no top 10 dos países mais difíceis para negócios no mundo

Governo deve anunciar ajuda de R$ 15 bilhões a grandes empresas gaúchas nesta quarta-feira

Mais na Exame