Moody's reafirma rating dos Estados Unidos em AAA, com perspectiva estável

Agência afirmou esperar que a economia do país se recupere com o tempo e diz que o perfil de crédito soberano continua a mostrar resistência a choques

A Moody's reafirmou o rating AAA dos Estados Unidos, mantendo a perspectiva estável. A agência diz em relatório que a pandemia do novo coronavírus criou "desafios sem precedentes" para a economia americana e exacerbou o ritmo da deterioração da posição fiscal do governo, mas espera que a economia do país se recupere com o tempo e diz que o perfil de crédito soberano continua a mostrar resistência a choques.

A agência acredita que o governo federal dos Estados Unidos deve ter déficits equivalentes a cerca de 18% do produto interno bruto (PIB) em 2020 e de 11% em 2021, por causa em grande parte das medidas de estímulo em resposta à pandemia. No mais longo prazo, o déficit deverá recuar para cerca de 7% do PIB até 2030, projeta.

A Moody's afirma que a relação entre dívida e PIB dos Estados Unidos deverá subir a pouco mais de 120% até 2030, de cerca de 79% em 2019, se não houver alguma mudança de rumo política nesse intervalo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.