Economia
Acompanhe:

Monitor do PIB calculado pela FGV aponta alta de 0,1% em novembro ante outubro

Na comparação com novembro de 2021, a atividade econômica teve expansão de 2,0% em novembro de 2022

PIB: O crescimento de 0,1% da economia em novembro é explicado pelo desempenho positivo da agropecuária e da indústria (Getty Images/Getty Images)

PIB: O crescimento de 0,1% da economia em novembro é explicado pelo desempenho positivo da agropecuária e da indústria (Getty Images/Getty Images)

E
Estadão Conteúdo

17 de janeiro de 2023, 11h03

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro teve uma elevação de 0 1% em novembro ante outubro de 2022, segundo o Monitor do PIB, apurado pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV). Na comparação com novembro de 2021, a atividade econômica teve expansão de 2,0% em novembro de 2022.

"O crescimento de 0,1% da economia em novembro é explicado pelo desempenho positivo da agropecuária e da indústria. O setor de serviços, por sua vez, que tem mostrado tendência de desaceleração desde o segundo semestre, apresentou retração em novembro, após seis meses consecutivos de taxas positivas. É importante destacar o desempenho deste setor, pois ele tem sido responsável por cerca de 80% do crescimento do PIB de 2022. Os juros elevados combinados com o alto índice de endividamento das famílias contribuíram para essa desaceleração dos serviços", afirmou Juliana Trece, coordenadora do Monitor do PIB - FGV, em nota oficial.

O Monitor do PIB antecipa a tendência do principal índice da economia a partir das mesmas fontes de dados e metodologia empregadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), responsável pelo cálculo oficial das Contas Nacionais.

No trimestre terminado em novembro de 2022, a economia cresceu 2 6% ante o trimestre encerrado em novembro de 2021. Sob a ótica da demanda, o consumo das famílias cresceu 4,4% no período. A Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF, medida dos investimentos no PIB) teve uma elevação de 5,6% no trimestre até novembro deste ano ante o mesmo período do ano passado.

"Todos os segmentos da FBCF cresceram, porém o de máquinas e equipamentos foi o principal responsável por esse desempenho, com contribuição em torno de 70%", informou a FGV.

A exportação de bens e serviços registrou crescimento de 15,1% no trimestre até novembro de 2022 ante o trimestre até novembro de 2021, enquanto a importação aumentou 6,5%.

Em termos monetários, o PIB alcançou aproximadamente R$ 8,990 trilhões de janeiro a novembro de 2022, em valores correntes. A taxa de investimento da economia foi de 19,9% em novembro de 2022.

Quer receber os fatos mais relevantes do Brasil e do mundo direto no seu e-mail toda manhã? Clique aqui e cadastre-se na newsletter gratuita EXAME Desperta.

 

LEIA TAMBÉM: