Acompanhe:

Nossa disposição é conter qualquer exceção ao texto, afirma relator da reforma tributária

Braga disse que está conversando com diversos setores, governadores e senadores, mas que a ideia é evitar mudanças drásticas

Modo escuro

Continua após a publicidade
 senador Eduardo Braga (MDB-AM)
Foto: Geraldo Magela/Agência Senado (Geraldo Magela/Agência Senado/Flickr)

senador Eduardo Braga (MDB-AM) Foto: Geraldo Magela/Agência Senado (Geraldo Magela/Agência Senado/Flickr)

Publicado em 1 de novembro de 2023 às, 16h19.

Última atualização em 27 de fevereiro de 2024 às, 10h13.

O relator da reforma tributária, senador Eduardo Braga (MDB-AM), afirmou nesta quarta-feira, 1º, que a sua disposição é conter qualquer nova exceção no texto da Proposta de Emenda à Constituição (PEC). O senador é entrevistado do programa Macro em Pauta da EXAME desta semana.

Ao ser questionado se existe um consenso sobre a redação apresentada na última quarta-feira, Braga disse que está conversando com diversos setores, governadores e senadores, mas a ideia é evitar mudanças drásticas. "A nossa disposição é conter qualquer exceção ao texto apresentado da semana passada. Mas, como disse na semana passada e repito agora, na democracia, o ótimo é inimigo do possível. E o possível é a correlação de forças", disse.

O relator afirmou ainda que mais de 30 emendas foram apresentadas após a leitura do relatório na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. "Vou ter uma reunião com o ministro Haddad amanhã, estamos conversando com os senadores. A ideia é chegar na terça-feira com a maioria na CCJ para levar o texto ao plenário", afirmou.

Braga reforçou que o planejamento é que o projeto seja votado no dia 7 de novembro na CCJ e aprovado em primeiro turno no dia 8 de novembro no plenário do Senado. Após a apresentação dos destaques, a ideia é que a votação do segundo turno ocorra no dia 9. "Estamos fazendo um trabalho dedicado para entregar o melhor texto possível na correlação de formas democráticas, para que o Brasil possa até o final ter promulgada, finalmente, a emenda constitucional que trará o novo sistema tributário brasileiro", explicou.

Mudanças da reforma tributária no Senado

Braga realizou algumas alterações no texto aprovado na Câmara dos Deputados. Entre as principais mudanças estão a trava para o aumento dos impostos, o aumento do tamanho do Fundo de Desenvolvimento Regional e a mudança do comitê gestor que administrará os recursos arrecadados. O senador também incluiu os profissionais liberais em um regime diferenciado e definiu dois tipos de cesta básica para fins de redução de tributação.

Confira a entrevista de Eduardo Braga

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Pacheco pode pautar marco do mercado de carbono neste mês, diz Padilha
ESG

Pacheco pode pautar marco do mercado de carbono neste mês, diz Padilha

Há 5 horas

Pacheco pede inclusão de infraestrutura em PL de dívida dos estados
Brasil

Pacheco pede inclusão de infraestrutura em PL de dívida dos estados

Há 14 horas

Reforma Tributária: eleições para comitê gestor de imposto é desafio na regulamentação
Brasil

Reforma Tributária: eleições para comitê gestor de imposto é desafio na regulamentação

Há 14 horas

CCJ do Senado aprova, em votação simbólica, texto-base de projeto de lei dos seguros
Brasil

CCJ do Senado aprova, em votação simbólica, texto-base de projeto de lei dos seguros

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais