Acompanhe:

De acordo com as últimas estatísticas alfandegárias da China, nos primeiros 11 meses deste ano, o valor total das importações e exportações da China foi de 37,96 trilhões de iuanes, mantendo-se estável em comparação com o mesmo período do ano anterior. Ainda assim, a situação atual das importações e exportações na China é desafiadora, com uma contínua reestruturação do mercado de exportação.

As exportações totalizaram 21,6 trilhões de iuanes, com um aumento de 0,3%, enquanto as importações foram de 16,36 trilhões de iuanes, uma diminuição de 0,5%. O superávit comercial foi de 5,24 trilhões de iuanes, expandindo-se em 2,8%.

Quando convertido para dólares americanos, nos primeiros 11 meses deste ano, o valor total das importações e exportações da China foi de US$ 5,41 trilhões, queda de 5,6%. As exportações foram de US$ 3,08 trilhões, redução de 5,2%, enquanto as importações atingiram US$ 2,33 trilhões, queda de 6%. O superávit comercial foi de US$ 748,13 bilhões, encolhendo 2,7%. Em relação aos valores de exportação nos primeiros 11 meses, a taxa de declínio diminuiu em 0,4 ponto percentual em comparação com os primeiros dez meses, mas permanecendo negativa pelo sétimo mês consecutivo.

Dados de novembro

Em novembro, as importações e exportações da China totalizaram 3,7 trilhões de iuanes, aumento de 1,2% em relação ao mesmo período do ano anterior. As exportações foram de 2,1 trilhões de iuanes, com aumento de 1,7% em relação ao mesmo período do ano anterior, enquanto as importações foram de 1,6 trilhão de iuanes, aumento de 0,6%. O superávit comercial foi de 490,82 bilhões de iuanes, expandindo-se em 5,5%. Este foi o segundo mês consecutivo de crescimento positivo em relação ao mesmo período do ano anterior, com expansão na taxa de crescimento. Em outubro, as importações e exportações da China cresceram 0,9% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Em dólares americanos, em novembro, as importações e exportações aumentaram 4,7% em relação ao mês anterior, mantendo-se estáveis em comparação com o mesmo período do ano anterior. As exportações aumentaram 6,5% em relação ao mês anterior, com crescimento de 0,5% em comparação com o mesmo período do ano anterior, enquanto as importações aumentaram 2,4% em relação ao mês imediatamente anterior, com queda de 0,6% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Comércio com Europa e Asean

Em relação à composição do comércio exterior, nos primeiros 11 meses deste ano, a China continuou a ajustar a estrutura do mercado externo. Em um cenário de estabilidade geral, as exportações e importações para países da União Europa e os Estados Unidos continuaram a diminuir, enquanto houve leve aumento nas trocas comerciais com países integrantes da Associação das Nações do Sudeste Asiático (Asean) e crescimento de 2,6% nas trocas comerciais com os países da Iniciativa “Cinturão e Rota”.

Especificamente, nos primeiros 11 meses, o valor total do comércio entre a China e o maior parceiro comercial, a Asean, foi de 5,8 trilhões de iuanes, aumento de 0,1%, representando 15,3% do valor total do comércio exterior chinês. As exportações para a Asean foram de 3,33 trilhões de iuanes, redução de 0,1%, enquanto as importações da Asean foram de 2,47 trilhões de iuanes, aumento de 0,4%. O superávit comercial com a Asean foi de 850,06 bilhões de iuanes, encolhendo 1,7%.

A União Europeia é o segundo maior parceiro comercial da China, com um valor total de comércio bilateral de 5,03 trilhões de iuanes, queda de 2,2%, representando 13,2% do valor total do comércio exterior chinês. As exportações para a União Europeia foram de 3,22 trilhões de iuanes, redução de 5,8%, enquanto as importações da União Europeia foram de 1,81 trilhão de iuanes, aumento de 5%. O superávit comercial com a União Europeia foi de 1,41 trilhão de iuanes, encolhendo 16,7%.

O valor total do comércio entre a China e o terceiro maior parceiro comercial, os Estados Unidos, foi de 4,26 trilhões de iuanes, queda de 6,9%, representando 11,2% do valor total do comércio exterior chinês. As exportações para os Estados Unidos foram de 3,21 trilhões de iuanes, redução de 8,5%, enquanto as importações dos Estados Unidos foram de 1,05 trilhão de iuanes, redução de 1,6%. O superávit comercial com os Estados Unidos foi de 2,16 trilhões de iuanes, encolhendo 11,6%. Além disso, o valor total do comércio entre a China e o Japão diminuiu 6,2%, com queda nas exportações de 3,3% e nas importações de 8,8%.

No mesmo período, o valor total do comércio entre a China e os países da iniciativa “Cinturão e Rota” aumentou 2,6%, atingindo 17,65 trilhões de iuanes. As exportações foram de 9,7 trilhões de iuanes, aumento de 6,9%, enquanto as importações foram de 7,95 trilhões de iuanes, redução de 2,1%.

Ao mesmo tempo, o comércio entre a China e outros países, como Vietnã, Austrália, Rússia, Índia, América Latina e África, aumentou em relação ao mesmo período do ano anterior, com aumentos de 3,6%, 9,8%, 33,7%, 6,8%, 6,2% e 7,0%, respectivamente.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Startup chinesa Nio se une à China Southern Power Grid para construir rede de troca de bateria
Tecnologia

Startup chinesa Nio se une à China Southern Power Grid para construir rede de troca de bateria

Há 17 horas

China lança projeto para a construção de mais de cem baías
Mundo

China lança projeto para a construção de mais de cem baías

Há 18 horas

China expande alcance da lei de segredos de estado
Mundo

China expande alcance da lei de segredos de estado

Há um dia

Rússia ensaiou usar armas nucleares e temeu invasão da China, diz jornal
Mundo

Rússia ensaiou usar armas nucleares e temeu invasão da China, diz jornal

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais