Economia

Haddad levanta possibilidade de apresentar MP de compensação da desoneração na próxima semana

Ministro da Fazenda reforçou que a medida está pronta e que o momento do envio será deliberado sobretudo junto do Senado

Fernando Haddad, ministro da Fazenda (Diogo Zacarias/MF/Flickr/Divulgação)

Fernando Haddad, ministro da Fazenda (Diogo Zacarias/MF/Flickr/Divulgação)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 27 de maio de 2024 às 14h52.

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, levantou nesta segunda-feira, 27, a possibilidade de a medida provisória que estabelecerá a compensação da desoneração da folha de pagamento neste ano ser apresentada somente no início da próxima semana.

"Estou vendo se é o caso de mandar nesta semana, que não tem sessão no Congresso, ou se combinamos de mandar no começo da semana que vem, mas estão prontas já", disse o ministro. A semana em Brasília será mais curta em razão do feriado de Corpus Christi, na quinta-feira, 30.

Haddad reforçou que a medida está pronta e que o momento do envio será deliberado sobretudo junto do Senado. No Congresso, o tema é tratado por um projeto de lei relatado pelo líder do governo no Senado, Jaques Wagner (PT-BA).

"Pode ser nesta semana, é uma questão de deliberar, sobretudo junto ao Senado, que o tema está mais afeito ao Senado, o que é melhor. Mas para nós está bem encaminhado. Como não tem impacto neste ano, a desoneração está garantida para esse ano, para nós está tranquilo. Nessa semana ou na próxima, a compensação vai na forma de Medida Provisória. É uma medida", respondeu o ministro.

RS

Questionado ainda sobre as novas iniciativas voltadas para a indústria do Rio Grande do Sul, Haddad afirmou que trataria do tema com o vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, ao chegar à sede da pasta em Brasília.

Como mostrou o Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), o governo federal prepara o anúncio de uma linha de crédito voltada para grandes empresas afetadas pela tragédia das chuvas no Estado gaúcho.

Acompanhe tudo sobre:Fernando HaddadDesoneração da folha de pagamentosImpostos

Mais de Economia

TCU aprova contas do governo Lula em 2023, mas aponta distorções de R$ 20 bi

BNDES suspende pagamento de empréstimos do Aeroporto Salgado Filho, no RS, por 12 meses

Lula: há possibilidade de fundo saudita investir em vários setores no Brasil

Presidente da Petrobras afirma que Lula demandou que empresa apoie o desenvolvimento do país

Mais na Exame