Economia

EUA criam 428 mil empregos em abril, acima do esperado

A taxa de desemprego dos Estados Unidos ficou estável em 3,6% em abril

Pessoas fazem fila em centro de carreiras de Kentucky, nos EUA, em busca de assistência com pedidos de auxílio-desemprego. (Bryan Woolston/Reuters)

Pessoas fazem fila em centro de carreiras de Kentucky, nos EUA, em busca de assistência com pedidos de auxílio-desemprego. (Bryan Woolston/Reuters)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 6 de maio de 2022 às 10h18.

A economia dos Estados Unidos criou 428 mil empregos em abril, em termos líquidos, segundo dados publicados na manhã desta sexta-feira, 6, pelo Departamento do Trabalho do país. O resultado superou a expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, de geração de 400 mil vagas.

Já a taxa de desemprego dos EUA ficou estável em 3,6% em abril. O consenso do mercado era de leve queda da taxa, a 3,5%. O Departamento do Trabalho revisou para baixo os números de geração de postos de trabalho de março, de 431 mil a 428 mil, e de fevereiro, de 750 mil para 714 mil.

Em abril, o salário médio por hora avançou 0,3% em relação a fevereiro, ou US$ 0,10, a US$ 31,85, um pouco abaixo da previsão de alta de 0,40%. Na comparação anual, houve acréscimo salarial de 5,5% no último mês, em linha com a projeção do mercado.

Acompanhe tudo sobre:Desempenhoeconomia-internacionalEmpregosEstados Unidos (EUA)

Mais de Economia

Cigarro pode ser taxado em 250% e cerveja em 46%, estima banco

Cade analisa se parceria entre Gol e Azul precisa ser submetida ao órgão

Eletrobras: trabalhadores poderão entrar em greve a partir de 3 de junho

'Esta semana fiquei nervoso porque vi o preço do arroz muito caro no supermercado', diz Lula

Mais na Exame