Desemprego em outubro fica em 4,7%, diz IBGE

Esta é a mais baixa taxa para o mês da série histórica da Pesquisa Mensal de Emprego

Rio - A taxa de desemprego apurada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nas seis principais regiões metropolitanas do País ficou em 4,7% em outubro, a mais baixa para o mês da série histórica da Pesquisa Mensal de Emprego (PME), iniciada em março de 2002.

Em setembro, a taxa foi de 4,9%. E em outubro de 2013, a taxa de desemprego tinha ficado em 5,2%.O resultado de 4,7% veio no piso do intervalo das estimativas dos analistas ouvidos pelo AE Projeções (de 4,7% a 5,1%), com mediana de 4,9%.

O rendimento médio real dos trabalhadores registrou variação de 2,3% em outubro ante setembro e aumento de 4% na comparação com outubro de 2013.

A massa de renda real habitual dos ocupados no País somou R$ 50,1 bilhões em outubro, um aumento de 3,1% em relação a setembro. Na comparação com outubro de 2013, a massa cresceu 3,8%.

Já a massa de renda real efetiva dos ocupados totalizou R$ 50,3 bilhões em setembro, uma alta de 2,9% em relação a agosto.

Na comparação com setembro de 2013, houve aumento de 4,4% na massa de renda efetiva.

O rendimento médio real dos trabalhadores em outubro foi de R$ 2.122,10, contra R$ 2.075,39 em setembro.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também