Coreia do Norte exige restituição de cargueiro apreendido pelos EUA

Justiça americana anunciou a apreensão do "Wise Honest", acusado de ter violado as sanções internacionais por exportar carvão e importar máquinas

A Coreia do Norte chamou de "ato ilegal de roubo" a apreensão na semana passada de um de seus cargueiros por parte das autoridades americanas, que acusam a embarcação de ter violado as sanções internacionais, e exigiu a restituição.

A justiça americana anunciou na quinta-feira a apreensão do "Wise Honest", acusado de ter violado as sanções internacionais por exportar carvão e importar máquinas.

O navio foi bloqueado no ano passado na Indonésia e seu capitão detido pelas autoridades americanas. Em julho foi iniciado o procedimento de apreensão.

A medida inédita contra um navio de 17.000 toneladas - um dos maiores cargueiros da Coreia do Norte, segundo o governo dos Estados Unidos - acontece em um momento de crise nas relações entre Washington e Pyongyang, após o fiasco da segunda reunião entre o presidente americano Donald Trump e o líder norte-coreano Kim Jong Un em fevereiro.

O ministério norte-coreano das Relações Exteriores afirmou que a medida é contrária ao espírito da declaração conjunta assinada pelos dois governantes durante sua primeira reunião, em junho de 2018.

"O governo dos Estados Unidos cometeu um ato ilegal de roubo ao sequestrar nosso cargueiro em nome de resoluções do Conselho de Segurança da ONU sobre sanções", afirmou ministério em um comunicado divulgado pela agência oficial KCNA.

Washington "deve ter consciência das consequências de suas ações dignas de gângsteres (...) e restituir nosso navio sem demora", completa o texto.

A Coreia do Norte é objeto de múltiplas sanções votadas pelo Conselho de Segurança da ONU para obrigar o país a renunciar a seus programas nuclear e balístico.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.