Bill Gates quer que bilionários paguem mais impostos (incluindo ele mesmo)

Para ele, aumentar os impostos dos mais ricos seria a solução para diminuir a desigualdade social

São Paulo — O fundador da Microsoft, Bill Gates, é o segundo homem mais rico do mundo, com uma fortuna estimada de US$ 108,5 bilhões, segundo a publicação norte-americana Forbes.

Mesmo fazendo parte da categoria dos ultra ricos, Gates, de 64 anos, acredita que ele — e os outros super-bilionários dos Estados Unidos — devem pagar mais impostos.

Em uma postagem de fim de ano no seu blog, GatesNotes, o empresário afirmou que “se você tem mais dinheiro, você deveria pagar uma porcentagem maior de impostos” e que ele “acredita que os ricos devem pagar mais do que pagam atualmente, e isso inclui ele e Melinda Gates (esposa do CEO)”.

“A desigualdade está crescendo. A distância entre as menores e maiores riquezas nos EUA é muito maior do que era 50 anos atrás. Poucas pessoas acabam com muito dinheiro — eu fui desproporcionadamente compensado pelo trabalho que fiz — enquanto muitos que trabalham tão duro quanto eu e enfrentam dificuldades para se manter”, disse ele em outro momento do texto.

Para ele, aumentar os impostos dos mais ricos seria a solução para diminuir a desigualdade social. A ideia de Gates é que os impostos sobre ganhos de capital (taxados sobre os lucros dos investimentos) transfiram a carga de pagamentos para os ricos.

Recentemente, a pré-candidata democrata para as eleições norte-americanas de 2020, Elizabeth Warren, criticou publicamente os bilionários e apontou a necessidade de uma taxa de 6% sobre a fortuna dos ultra ricos.

À época, Gates discordou de Warren e afirmou ao jornal norte-americano New York Times que “já pagou mais de US$ 10 bilhões em impostos, mais do que qualquer outra pessoa” e que “se tiver que pagar 20 bilhões, tudo bem”. “Mas quando você fala que eu deveria pagar 100 bilhões de dólares, então eu começo a fazer as contas”, concluiu ele. Apesar disso, ele concordou que a desigualdade no pagamento de impostos era um problema no país.

Segundo a calculadora lançada pela campanha de Warren, Gates deveria pagar US$ 6,4 bilhões de impostos no próximo ano, caso a proposta dela for aprovada.

Nos últimos dez anos, a fortuna de Gates mais do que dobrou: em 2010, ele tinha uma fortuna estimada de US$ 53 bilhões.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.