Economia

BC chinês faz 1ª injeção no sistema financeiro em duas semanas

PBoC injetou o montante simbólico de 20 bilhões de iuanes (US$ 3,02 bilhões) no mercado monetário nesta segunda-feira

Banco Central da China: falta de atuação recente do BC chinês tem sido vista como uma forma de preservar munição um provável aumento de juros do Fed (Liu Jin/AFP/AFP)

Banco Central da China: falta de atuação recente do BC chinês tem sido vista como uma forma de preservar munição um provável aumento de juros do Fed (Liu Jin/AFP/AFP)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 11 de dezembro de 2017 às 06h46.

Pequim - O Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês) fez hoje uma pequena injeção de liquidez no sistema financeiro, a primeira em duas semanas, à espera da reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA).

A expectativa é que o Fed eleve juros pela terceira vez este ano ao final de seu encontro de dois dias, na quarta-feira (13).

O PBoC injetou o montante simbólico de 20 bilhões de iuanes (US$ 3,02 bilhões) no mercado monetário nesta segunda-feira, após resgatar um total de 550 bilhões de iuanes nas duas últimas semanas.

A falta de atuação recente do BC chinês tem sido vista por analistas como uma forma de preservar munição para sustentar os mercados na esteira do provável aumento de juros do Fed.

Acompanhe tudo sobre:ChinaGovernoIuane

Mais de Economia

Os bastidores do evento que reuniu lideranças em NY para debater os caminhos do Brasil

China promete manter fortalecimento da cooperação bilateral com o Irã, em reunião de ministros

Ativos do Sicoob crescem 25% e encerram 2023 em R$ 298,4 bilhões

BNDES anuncia crédito de R$ 500 mi a fornecedores de materiais e equipamentos para SUS

Mais na Exame