Economia

Novos empréstimos na China atingem 1,12 tri de iuanes em novembro

Resultado é bem maior que o volume de 663,2 bilhões de iuanes registrado em outubro

Iuanes: financiamento social total aumentou para 1,6 trilhão de iuanes em novembro (AFP/AFP)

Iuanes: financiamento social total aumentou para 1,6 trilhão de iuanes em novembro (AFP/AFP)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 11 de dezembro de 2017 às 08h40.

Pequim - Os bancos chineses liberaram 1,12 trilhão de yuans (US$ 169,3 bilhões) em novos empréstimos em novembro, segundo dados publicados hoje pelo Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês).

O resultado é bem maior que o volume de 663,2 bilhões de iuanes registrado em outubro e veio também acima da previsão de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, de 850 bilhões de iuanes em novos empréstimos.

O financiamento social total, uma medida mais ampla do crédito na economia chinesa, aumentou para 1,6 trilhão de iuanes em novembro, de 1,04 trilhão de iuanes no mês anterior.

Já a base monetária da China (M2) teve acréscimo anual de 9,1% em novembro, após subir 8,8% em outubro. Analistas esperavam avanço de 8,9% no mês passado.

Acompanhe tudo sobre:ChinaEmpréstimosIuane

Mais de Economia

Às vésperas de assumir Petrobras, Magda se reúne na empresa para avaliar cenário

Lula sinaliza possibilidade de vetar projeto de taxação de compras na Shein e AliExpress

Não há problema em divisão do Copom, diz Diogo Guillen

BC libera novo estoque limitado de moeda comemorativa de R$ 5; veja fotos e como comprar

Mais na Exame