Acompanhe:

Bancos multilaterais assinam acordo de luta contra a fraude e corrupção

Washington - O Banco Mundial e os Bancos de Desenvolvimento para a América Latina, África, Ásia e Europa do Leste anunciaram nesta sexta-feira um acordo para reconhecer mutuamente as sanções contra empresas e pessoas envolvidas em fraudes e irregularidades para com qualquer dessas entidades. Os bancos trocarão informações a respeito dos casos em questão que […]

Modo escuro

Continua após a publicidade
EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

D
Da Redação

Publicado em 9 de abril de 2010 às, 15h00.

Washington - O Banco Mundial e os Bancos de Desenvolvimento para a América Latina, África, Ásia e Europa do Leste anunciaram nesta sexta-feira um acordo para reconhecer mutuamente as sanções contra empresas e pessoas envolvidas em fraudes e irregularidades para com qualquer dessas entidades.

Os bancos trocarão informações a respeito dos casos em questão que excedam um ano de duração, segundo o comunicado conjunto.

O acordo foi assinado pelo Banco Mundial (BM), o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o Banco Africano de Desenvolvimento, o Banco Asiático de Desenvolvimento e o Banco Europeu para a Reconstrução e o Desenvolvimento.

"As empresas e pessoas desabilitadas por um banco são inelegíveis para participar em atividades financiadas pela instituição", explica o texto.

"Este acordo dos bancos de desenvolvimento de reconhecer mutuamente esse problema envia uma clara mensagem contra a corrupção: quem rouba ou engana um será castigado por todos", afirmou o presidente do BM, Robert B. Zoellick, citado no texto conjunto.

"As regras se tornaram mais rígidas. Este acordo também reafirma aos governos de nossos países membros que o financiamento para o desenvolvimento, escasso como é, chega onde deve chegar", acrescentou.

Os bancos seguirão contando com suas próprias estratégias independentes de supervisão e sanção, mas este acordo aprofundará a cooperação.

"As sanções conjuntas, combinadas com maior intercâmbio de informação e coordenação de investigações, facilitará que instituições prenivam, detectem e desistimulem atos de corrupção com uma maior eficácia", declarou o presidente do BID, Luis Alberto Moreno.

Últimas Notícias

Ver mais
Caixa aprova transferência de loterias para a Caixa Loterias
seloMinhas Finanças

Caixa aprova transferência de loterias para a Caixa Loterias

Há 8 horas

Transações via Pix em 2023 sobem 58% ante 2022 para R$ 17,2 tri, diz relatório
seloMinhas Finanças

Transações via Pix em 2023 sobem 58% ante 2022 para R$ 17,2 tri, diz relatório

Há 8 horas

Dirigente do União Brasil é um dos foragidos em operação do MP contra o PCC
Brasil

Dirigente do União Brasil é um dos foragidos em operação do MP contra o PCC

Há 8 horas

Vereadores são presos por infiltrar PCC em licitações de municípios paulistas
Brasil

Vereadores são presos por infiltrar PCC em licitações de municípios paulistas

Há 15 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais