Economia

Agroindústria cai 1,6% em 2012, o IBGE

Ainda assim o recuo diminuiu em relação ao registrado em 2011


	Carnes e aves: a produção de aves registrou queda de 6%
 (Mauricio Lima/AFP)

Carnes e aves: a produção de aves registrou queda de 6% (Mauricio Lima/AFP)

DR

Da Redação

Publicado em 6 de fevereiro de 2013 às 09h51.

Rio de Janeiro – A produção agroindustrial brasileira caiu 1,6% em 2012, segundo a Pesquisa Industrial Produção Física – Agroindústria, divulgada hoje (6) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Apesar da variação negativa, o recuo foi menor do que o de 2011, quando o índice variou -2,2%. Ainda segundo o IBGE, o desempenho da agroindústria também foi melhor que o da indústria geral no ano passado (-2,7%).

Os setores vinculados à agricultura que têm maior peso no total da agroindústria e os setores associados à pecuária tiveram quedas de 2,4% e de 5,4%, respectivamente, no desempenho acumulado do ano passado.

Ainda segundo a pesquisa, o resultado do índice acumulado no ano passado é resultado, sobretudo, da retração nos derivados da pecuária (-4,3%), devido à queda na produção de aves (-6,0%), bovinos e suínos (-4,2%), e nos derivados da agricultura (-3,0%), pela menor produção dos derivados do fumo (-13,4%), laranja (-12,9%), soja (-4,3%) e cana-de-açúcar (-2,4%).

O índice mostra, entretanto, que o grupo dos inseticidas, herbicidas e outros defensivos para uso agropecuário cresceu 25,5% em 2012, enquanto o segmento de madeira avançou 3,5% e o setor de máquinas e equipamentos cresceu 3,1%.

No primeiro trimestre de 2012, comparado a igual período de 2011, a agroindústria apresentou resultado positivo de 3,5%, recuando no segundo e no terceiro em 9,8% e 3%, respectivamente, para voltar a crescer no último (5,1%).

Acompanhe tudo sobre:AgronegócioAgropecuáriaAlimentaçãoEstatísticasIBGEIndústriaIndústrias em geralTrigo

Mais de Economia

Fazenda mantém projeção do PIB de 2024 em 2,5%; expectativa para inflação sobe para 3,9%

Revisão de gastos não comprometerá programas sociais, garante Tebet

Haddad diz que discutiu com Lula investimentos para pente-fino de benefícios do INSS

Mais na Exame