Ciência

Soprar vela de aniversário aumenta bactérias do bolo em 1.400%

Mas, na verdade, não há problema nenhum nisso

Bolo: cientistas analisaram quantidade de bactérias após sopro de vela (Reprodução/Thinkstock)

Bolo: cientistas analisaram quantidade de bactérias após sopro de vela (Reprodução/Thinkstock)

Lucas Agrela

Lucas Agrela

Publicado em 2 de agosto de 2017 às 14h30.

São Paulo – Soprar as velas de um bolo de aniversário pode ser mais nojento do que você imagina. De acordo com um estudo da Universidade de Clemson, da Carolina do Sul (EUA), o ato aumenta em 1.400% a quantidade de bactérias presentes na cobertura do bolo.

A pesquisa, publicada no periódico científico Food Research, em maio deste ano, envolveu a análise bacteriana de bolos de aniversário que tiveram e que não tiveram velas sopradas.

No entanto, as bactérias e microrganismos do sistema respiratório em questão não são prejudiciais, segundo os pesquisadores responsáveis pelo estudo.

"Se alguém soprar 100.000 vezes uma vela, aí a chance de você ficar doente ao comer o bolo provavelmente seria muito mínima", disse Paul Dawnson, professor de segurança alimentícia e coautor do estudo, em entrevista ao The Atlantic.

Vale notar que algumas doenças se espalham pelo ar, como a gripe, e comer o bolo de aniversário soprado por uma pessoa gripada provavelmente aumentará a chance de contágio pelo vírus. Fora casos como esse, apesar do aumento de bactérias, não tem problema soprar a vela de aniversário.

Acompanhe tudo sobre:comida-e-bebidaPesquisas científicasSaúde

Mais de Ciência

Cientistas descobrem planeta com temperatura similar à da Terra e potencialmente habitável

Ozempic reduz risco de morte para pessoas com diabetes, revela estudo

Einstein estava certo sobre a gravidade em buracos negros, diz estudo

'Saquinho' de nicotina ganha adeptos para perda de peso

Mais na Exame