Síndrome edemigênica: entenda a doença que acometeu Erasmo Carlos

O cantor estava internado há cerca de um mês para tratar do quadro médico
Erasmo Carlos: o cantor havia recebido alta do tratamento de síndrome edemigênica (Guto Costa/Divulgação)
Erasmo Carlos: o cantor havia recebido alta do tratamento de síndrome edemigênica (Guto Costa/Divulgação)
D
Da redação

Publicado em 22/11/2022 às 16:13.

Última atualização em 22/11/2022 às 16:37.

O cantor Erasmo Carlos, morto nesta terça-feira, 22, aos 81 anos, estava desde 17 de outubro internado em um hospital Hospital Barra D’Or, no Rio de Janeiro, para tratar de um quadro de síndrome edemigênica.

LEIA TAMBÉM:

O que é síndrome edemigênica?

O termo, que vem de edema, e é utilizado quando há o inchaço generalizado dos tecidos do corpo, afetando principalmente as pernas. 

Quais são as principais causas?

A doença pode ter diferentes causas, como o mau funcionamento dos rins, fígado ou coração. Também pode ocorrer quando o corpo passar um desequilíbrio nas forças bioquímicas que são responsáveis pelos líquidos dos vasos sanguíneo

Qual é o tratamento para a doença?

Para tratar o problema é preciso, primeiro, identificar a causa, ou seja, qual órgão ocasionou a síndrome edemigênica, já que múltiplos órgãos podem influenciar o quadro.

Se for originaria de uma uma trombose, por exemplo, é possível utilizar um anticoagulante e outras técnicas de cateterismo. 

No caso de Erasmo, o boletim médico indicava que ele estava desenvolvendo bem a recuperação até então.