Ciência

Múmia de adolescente de até 1.200 anos é descoberta no Peru; veja imagens

O indivíduo, cujo sexo ainda é desconhecido, provavelmente era um habitante da cultura Ichma, que existia há cerca de 900 anos antes de ser anexada pelo Império Inca no século 15

AFP
AFP

Agência de notícias

Publicado em 25 de abril de 2023 às 17h34.

Última atualização em 25 de abril de 2023 às 17h49.

Uma múmia pré-incaica de entre 800 e 1.200 anos foi descoberta em perfeitas condições em um antigo centro urbano de barro nos arredores de Lima, informaram, nesta terça-feira, 25, os responsáveis pela descoberta.

Os restos mortais seriam de uma pessoa que teria cerca de 12 ou 13 anos com altura aproximada de 1,30 metro.

"Encontramos a múmia de um adolescente entre 800 e 1.200 anos em uma estrutura funerária de 2 metros de profundidade no sítio arqueológico de Cajamarquilla", disse à AFP a arqueóloga Yomira Huamán, chefe do Projeto Arqueológico Cajamarquilla.

Os restos de uma múmia pré-incaica encontrados em Cajamarquilla, no Peru. (AFP/AFP)

A estrutura funerária estava coberta com uma grande pedra de barro.

O indivíduo, cujo sexo ainda é desconhecido, provavelmente era um habitante da cultura Ichma, que existia há cerca de 900 anos antes de ser anexada pelo Império Inca no século 15.

Segundo Huamán, a areia grossa da região, com alto teor de sais, teria gerado um processo de mumificação natural, permitindo que os braços, antebraços e ambas as pernas retivessem restos de pele, enquanto a cabeça, separada do corpo, mantém mechas de cabelo. No caso da mandíbula, ainda há parte dos dentes.

"A descoberta é muito importante por seu estado de conservação", indicou a pesquisadora que lidera a equipe de arqueólogos da Universidade de San Marcos.

O indivíduo, cujo sexo ainda é desconhecido, provavelmente era um habitante da cultura Ichma que existia há cerca de 900 anos antes de ser anexada pelo Império Inca no século 15. (AFP/AFP)

Ao lado da múmia foram encontrados uma boleadeira (arma de pedra), um mate (prato), uma agulha de cobre, restos de tecidos, milho e pimenta.

Mais múmias

Em fevereiro de 2022, os arqueólogos encontraram 20 múmias em Cajamarquilla, incluindo oito crianças.

Cajamarquilla era um centro urbano onde se desenvolviam múltiplas funções como os setores administrativo, doméstico e residencial.

O local é considerado uma cidade de barro pré-hispânica, que poderia ter abrigado entre 10 mil e 20 mil pessoas em uma área de 167 hectares. Foi construída por volta do ano 200 a.C. e foi ocupada até o ano 1500.

A cidade está localizada 24 km a leste de Lima e é um dos maiores complexos arqueológicos da capital peruana.

Acompanhe tudo sobre:PeruArqueologia

Mais de Ciência

Cientistas descobrem planeta com temperatura similar à da Terra e potencialmente habitável

Ozempic reduz risco de morte para pessoas com diabetes, revela estudo

Einstein estava certo sobre a gravidade em buracos negros, diz estudo

'Saquinho' de nicotina ganha adeptos para perda de peso

Mais na Exame