Ciência

Gripe, laringite ou amigdalite? Veja como diferenciar as doenças que causam dor de garganta

Otorrinolaringologista, explica as diferentes patologias que podem causar dor de garganta e seus tratamentos

Entenda a diferença entre as doenças que causam dor de garganta (ZayWin Htal/Getty Images)

Entenda a diferença entre as doenças que causam dor de garganta (ZayWin Htal/Getty Images)

Edicase
Edicase

Agência de notícias

Publicado em 7 de julho de 2023 às 07h38.

A dor de garganta não é uma doença específica, mas um sintoma que pode ser causado por diversas patologias, como amigdalites, faringites e laringites, conforme define a Dra. Valéria Mendrone, otorrinolaringologista.

“Estas podem ser de origem viral, principalmente pelo vírus Influenza, ou bacteriana, pelo Streptococcus”, acrescenta.

Local em que ocorrem

De acordo com o médico pediatra Juarez Cunha, essas três doenças são quadros infecciosos e os nomes definem os locais em que estão ocorrendo: amígdalas, faringe e laringe. “Muitas vezes, os sintomas são semelhantes, como a dor de garganta. Os quadros virais em geral regridem sem tratamento específico, porém, quando são causados por bactérias, é necessário o uso de antibióticos”, exemplifica.

O que é amigdalite ?

A amigdalite é a inflamação das amígdalas, que são pequenas estruturas arredondadas em forma de amêndoas, localizadas nas paredes laterais da faringe, próximas à base da língua. “Elas têm a função de ajudar o organismo a evitar infecções”, esclarece a Dra. Valéria Mendrone.

A faringe e a laringe, que são as porções alta e baixa da garganta, também podem sofrer processos inflamatórios, gerando as faringites e laringites, explica a especialista.

Sintomas da doença

O principal sintoma dessas doenças é a dor de garganta. “Podemos ter processos isolados de laringite, por exemplo, causando rouquidão, tosse etc. Se a amígdala for afetada, teremos aumento do volume delas com vermelhidão local, podendo acumular secreção em suas superfícies, gerando dor e dificuldade para engolir”, analisa a Dra. Valéria Mendrone.

Tratamentos para a condição

O tratamento depende do diagnóstico e da origem da doença. De acordo com o Dr. Juarez Cunha, se a causa da doença é viral são utilizadas medicações inespecíficas com o objetivo de aliviar os sintomas, como analgésicos e antitérmicos. “Já se a causa for bacteriana, é necessário o uso de antibióticos”, finaliza o médico pediatra.

Acompanhe tudo sobre:Portal EdiCase

Mais de Ciência

Ozempic pode desenvolver rara forma de cegueira, apontam médicos dos EUA

FDA aprova novo medicamento para tratar Alzheimer

Ozempic facilita a gravidez? Mulheres relatam aumento de fertilidade

Uso de garrafa plástica pode aumentar risco de diabetes tipo 2, diz estudo

Mais na Exame