Carreira

Suzano investe em políticas de incentivo à inovação

Empresa conta com iniciativas para compartilhamento de ideias e prêmios para funcionários com bom desempenho


	Extração na Suzano
 (Germano Lüders/Site Exame)

Extração na Suzano (Germano Lüders/Site Exame)

DR

Da Redação

Publicado em 19 de agosto de 2013 às 15h00.

São Paulo (SP) - Com um plano agressivo de crescimento até 2024, a Suzano está com o pé no acelerador quando o assunto é investimento. Apesar do prejuízo em 2012 e do alto nível de endividamento, a segunda maior companhia de papel e celulose do mundo segue firme nos planos de expansão, entre eles a inauguração de uma planta no Maranhão até o fim deste ano.

Para os jovens, o ritmo acelerado é sinônimo de espaço para crescer. Eles valorizam os desafios, que vêm acompanhados de autonomia para tomar decisões. O reconhecimento é outro ingrediente que faz a satisfação crescer e vem de um programa formal chamado Valeu!, em que os gestores premiam quem teve um bom desempenho. O incentivo à inovação também faz parte da cultura da empresa.

O programa Click permite aos funcionários apresentar ideias, que são submetidas à avaliação de um comitê. As escolhidas saem do papel e são implementadas. Os idealizadores recebem 10% do valor de ganho proporcionado pelo projeto se os resultados forem mensuráveis, como uma economia de custo ou um ganho de eficiência.

Para ideias cujo retorno financeiro não pode ser medido, os prêmios podem chegar a até 1.500 reais. "A abertura a novas ideias é total", diz um profissional. Entre os aspectos a ser melhorados, na avaliação dos jovens, está a transparência nos processos de promoção e nos critérios para avanço na carreira, bem como os incentivos formais à formação, como subsídios para educação.

"As regras poderiam ser mais claras", afirma uma jovem. Com o forte ritmo de expansão da companhia vêm também a cobrança e a carga de trabalho puxada. "A cobrança é muito alta e o planejamento poderia ser melhor, para evitar o excesso de horas extras", diz um jovem. 

Ponto(s) positivo(s) Ponto(s) negativo(s)
 Programas formais de incentivo ao compartilhamento de ideias dão espaço para a inovação. Os planos de expansão da companhia abrem caminho para que os jovens assumam novos desafios. Os jovens reclamam da falta de incentivos financeiros para a realização de cursos de pós-graduação externos. A carga de trabalho também é considerada pesada.
Acompanhe tudo sobre:Carreira jovemEdição 180EmpresasEmpresas abertasEmpresas brasileirasMadeiraMelhores Empresas para Começar a CarreiraMercado de trabalhoPapel e Celulosesuzano

Mais de Carreira

Faculdade EXAME abre matrículas para MBA em Finanças Corporativas com descontos exclusivos

Postos de saúde: entenda por que esta é uma prioridade ao Grupo L'Oréal Brasil na reconstrução do RS

Aprender idiomas com inteligência artificial é para você?

O que é preciso para se tornar um atleta olímpico?

Mais na Exame