Carreira
Acompanhe:

Profissional de qualquer área pode migrar para carreira em setor que vale US$ 8bi e está contratando

Com previsão de gerar 178 mil vagas de emprego até 2024, agronegócio busca novo profissional para participar da revolução do setor

Agronegócio: setor mudou e tem se digitalizado cada vez mais com o objetivo de aumentar a produção sem estender a área cultivada, além de manter a preservação do meio ambiente (Edwin Remsburg/Getty Images)

Agronegócio: setor mudou e tem se digitalizado cada vez mais com o objetivo de aumentar a produção sem estender a área cultivada, além de manter a preservação do meio ambiente (Edwin Remsburg/Getty Images)

D
Da Redação

12 de outubro de 2022, 09h00

O agronegócio é um dos principais setores da economia brasileira, responsável por um terço do PIB do país. Com tamanha relevância, é comum que a indústria impacte também o mercado de trabalho. Segundo um levantamento realizado pelo Centro de Estudos de Economia Agrícola da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz de Piracicaba (Cepea/Esalq), o agro emprega um em cada três trabalhadores brasileiros, direta ou indiretamente. Ao todo, são quase 20 milhões de pessoas.  

Mas engana-se quem pensa que o setor está saturado de profissionais. Na verdade, empresas estão correndo em busca de novos profissionais para tornar possível a revolução pela qual o agronegócio está passando. Nos últimos 50 anos, o Brasil deixou de ser um grande importador de alimentos, para se tornar um dos maiores exportadores do planeta.

No acumulado de 2022, o agronegócio teve um superávit de US$ 43,7 bilhões. A produção agrícola brasileira também aumentou quatro vezes, enquanto a área plantada mal dobrou de tamanho. Na prática, isso significa que a produção está mais otimizada, inteligente e lucrativa. Hoje, 67% das propriedades do país utilizam algum tipo de tecnologia em suas atividades. 

E é a partir disso que é possível entender a necessidade de novos profissionais do agronegócio. O setor mudou e tem se digitalizado cada vez mais com o objetivo de aumentar a produção sem estender a área cultivada, além de manter a preservação do meio ambiente. 

Saiba como fazer parte da revolução do agronegócio e construir uma carreira no setor sem precisar se mudar para o campo

As soluções inovadoras com bases tecnológicas exigem que os gestores do agronegócio estejam atualizados para a realidade da Agricultura 4.0, marcada pela utilização de softwares, drones, aplicativos, robôs e inteligência artificial no campo. 

O profissional mais buscado: Agro Digital Manager

E é nesse contexto que cresce a demanda pelo Agro Digital Manager, o profissional que conhece da dinâmica do agronegócio no Brasil e no mundo e sabe como aproveitar as novas tecnologias para entregar melhores resultados. 

Uma pesquisa realizada pela Agência Alemã de Cooperação Internacional em parceria com o Senai e com a Universidade Federal do Rio Grande do Sul mostrou que nos próximos dois anos, carreiras ligadas ao agronegócio devem gerar mais de 178 mil vagas de emprego. 

Mas o levantamento também apontou que a previsão é de que só haja cerca de 32,5 mil profissionais qualificados para essas vagas. Ou seja, há cinco vagas em aberto para cada profissional qualificado hoje, e o mercado precisa de mais especialistas em agronegócio. 

O Agro Digital Manager domina todas as etapas da cadeia produtiva, do fornecimento de insumo até a entrega para o consumidor final, e consegue identificar os gargalos que estão impedindo o crescimento de um negócio com facilidade. Ele também tem que estar atualizado com as soluções que surgem no mercado, principalmente as relacionadas à inovação, como as agritechs - startups do agronegócio.

O Agro Digital Manager é o gestor responsável por estabelecer metas, realizar todo planejamento e administrar os recursos disponíveis dentro das empresas do agronegócio, sejam elas grandes ou pequenas. Esse profissional deve ter em mente que a concepção de produtos com foco no cliente é fundamental para qualquer negócio.

Além dessas habilidades técnicas, o Agro Digital Manager também precisa desenvolver a capacidade de gestão. Através de ferramentas e estratégias, ele coloca em ação os planos definidos com a ajuda de todos os dados coletados.

Em uma grande empresa exportadora, por exemplo, ele atua conversando com produtores, cuidando do transporte e negociando as vendas. Se atua em uma AGtech, ele trabalha como um Gerente de Produto, desenvolvendo soluções inovadoras para ajudar todos os agentes da cadeia do agro a aumentar a produtividade no campo.

Ele é responsável inclusive pelo cuidado com os clientes, tendo a função de cuidar de toda jornada, em todas as etapas da cadeia. Outro ponto principal é que não é preciso ser formado em áreas relacionadas ao agronegócio, como veterinária e agronomia, para se tornar um Agro Digital Manager

Profissionais formados em administração, engenharia, arquitetura, comunicação, marketing, ou qualquer outra área podem fazer a migração de carreira e entrar para o setor que representa um terço do PIB do país inteiro. Também não é uma obrigação se mudar para o campo para atuar como Agro Digital Manager. As oportunidades para gerir projetos no agronegócio geralmente são nas grandes cidades, onde ficam os escritórios e centros de gestão. 

Clique aqui e aprenda - em 4 aulas gratuitas - o caminho para se tornar um Agro Digital Manager

Como se tornar um Agro Digital Manager 

Com o objetivo de ajudar a formar profissionais para suprir a demanda do agronegócio nos próximos anos, a EXAME preparou a série gratuita Carreira no Agronegócio. Programado para acontecer entre os dias 17 e 25 de outubro, o conteúdo vai revelar:

  • como a revolução tecnológica do agronegócio brasileiro está fazendo surgir inúmeras possibilidades de fazer carreira em profissões que eram inexistentes até pouco tempo atrás;
  • como planejar uma carreira de sucesso no Digital Agro e ter remuneração que pode passar dos R$ 14 mil por mês;
  • como aproveitar as oportunidades no setor mesmo sem ter um formação em veterinária, agronomia ou outras áreas relacionadas; 
  • qual a melhor forma para fazer a transição de carreira e começar a faturar com o agronegócio brasileiro sem precisar se mudar para o campo. 

Para participar basta se inscrever clicando aqui ou no link abaixo

QUERO PARTICIPAR DA SÉRIE GRATUITA E APROVEITAR AS OPORTUNIDADES NO SETOR QUE MAIS CRESCE DA ECONOMIA BRASILEIRA