Como crescer na carreira sem virar um workaholic

O psiquiatra Roberto Shinyashiki dá dicas sobre como fazer mais por sua carreira sem abrir mão da qualidade de vida

São Paulo – Um dos principais clichês de carreira que são propagados por aí é que para ser bem sucedido é preciso fazer milhares de horas extras e trabalhar longas horas. Segundo especialistas, contudo, ficar horas a mais no trabalho não significa que você tem tudo para ganhar o título de funcionário do mês. 

Ao contrário, sutilmente, esta prática pode até conspirar contra o bom andamento da sua carreira e, no longo prazo, da vida. Em entrevista ao programa Sua Carreira de EXAME.com , o psiquiatra Roberto Shinyashiki disseca essa ideia e ensina como conseguir resultados sem virar um viciado em trabalho. Confira (é só um minuto): 

[videos-abril id="027c3440891c5c0e8edd1fa6ea71cf40" showtitle="false"]

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também