Criptomoedas: Universidade da Austrália oferece bolsa de estudos no tema

Oportunidade é oferecida pela RMIT University, da Austrália, com auxílio de mais de 32 mil dólares australianos por ano
Os candidatos selecionados vão trabalhar com as Proofs of Space-Time (PoST) – uma técnica que relaciona o armazenamento e a utilização do espaço em discos rígidos – para plataformas de criptomoedas verdes utilizadas e expedidas em larga escala (Alesia Kozik/Pexels/Divulgação)
Os candidatos selecionados vão trabalhar com as Proofs of Space-Time (PoST) – uma técnica que relaciona o armazenamento e a utilização do espaço em discos rígidos – para plataformas de criptomoedas verdes utilizadas e expedidas em larga escala (Alesia Kozik/Pexels/Divulgação)
Por Elaine Maciel, da Universidade do IntercâmbioPublicado em 23/06/2022 14:42 | Última atualização em 23/06/2022 14:42Tempo de Leitura: 4 min de leitura

O Instituto Real de Tecnologia de Melbourne (RMIT University), na Austrália, está com inscrições abertas para uma oportunidade de doutorado com bolsa de estudos na instituição. Ao todo, serão selecionados cinco estudantes para realizarem seu PhD na área de tecnologia.

O foco do curso são as criptomoedas verdes, versão mais ecológica das transações digitais. O projeto quer desenvolver novas tecnologias com o objetivo de reforçar a eficiência energética, segurança e escalabilidade dessas moedas. Para isso, os bolsistas vão receber o auxílio, financiado pelo programa CloudTech-RMIT, durante todo o período de estudo e pesquisa.

Como funciona o curso?

Os candidatos selecionados vão trabalhar com as Proofs of Space-Time (PoST) – uma técnica que relaciona o armazenamento e a utilização do espaço em discos rígidos – para plataformas de criptomoedas verdes utilizadas e expedidas em larga escala.

De acordo com as informações divulgadas pela universidade australiana, a oportunidade tem duração de três anos, mas pode ser prorrogada por mais seis meses. O valor da bolsa é de pouco mais de AUD 32 mil (cerca de R$ 164 mil) a cada ano. No caso dos estudantes estrangeiros, o bolsista também terá a taxa de inscrição garantida pela bolsa de estudos. Já os gastos com moradia, alimentação e transporte ficam por conta do aluno selecionado.

Os estudantes aprovados vão estudar no campus da universidade em Melbourne, uma das cidades mais importantes da Austrália. Capital do estado de Victoria, o município é o mais populoso da região, com cerca de 5 milhões de habitantes. Além disso, vale reforçar que o RMIT está entre as 200 melhores universidades de todo o mundo, de acordo com o QS World University Rankings.

Quem pode se inscrever?

O curso demanda que o estudante esteja interessado no estudo de tecnologias de criptomoedas verdes, além de possuir as habilidades necessárias para o desenvolvimento de pesquisas científicas. Portanto, essa é uma bolsa voltada especialmente para os alunos do ramo de computação e tecnologia, que tenham interesse em produzir estudos na área.

Sendo assim, para ser elegível para a bolsa é necessário:

  • Ser formado em Ciência da Computação com diploma de honra ou ter alcançado grandes resultados acadêmicos nessa área; ou
  • Ter concluído um mestrado em áreas correlatas.

Além disso, os candidatos com experiência profissional ou de pesquisa na construção de sistemas e aplicativos terão a preferência durante a seleção. Por esse motivo, os estudantes devem enviar seu currículo detalhado (no modelo australiano), descrevendo toda a trajetória na área. Publicações, prêmios e outras vivências na indústria também serão avaliadas.

Será obrigatório, ainda, enviar uma carta de apresentação, indicando os motivos do interesse no projeto; a dissertação de mestrado ou tese de doutorado; e uma cópia do histórico acadêmico na graduação ou pós-graduação. No caso dos candidatos internacionais, também será fundamental apresentar um comprovante de proficiência em língua inglesa. Para isso, são aceitos os exames que confirmem o domínio do idioma, como o IELTS Acadêmico.

As inscrições ficam abertas por tempo indeterminado. De acordo com o GreenCryptoLab (o Laboratório de Pesquisa Conjunta de Criptomoeda Verde da RMIT University), o processo seletivo vai continuar em curso até que os cinco doutorandos sejam escolhidos.

Como se inscrever para a bolsa de PhD em criptomoedas?

Para se inscrever, os interessados devem enviar os seus documentos diretamente ao professor responsável pela pesquisa, o Dr. Hai Dong. Ele é o líder da área de pesquisa de sensores e serviços inteligentes na RMIT School of Computing Technologies e também atua como vice-diretor e cofundador do GreenCryptoLab, além de ser membro do Centro RMIT de Segurança Cibernética Pesquisa e Inovação (CCSRI, na sigla em inglês).

Sendo assim, quem tiver interesse em ser um bolsista deve enviar sua inscrição para o e-mail do pesquisador, pelo endereço hai.dong@rmit.edu.au. Os detalhes do edital ficam disponíveis na página oficial da instituição.

Dicas de carreira, vagas e muito mais

Você já conhece a newsletter da Exame Academy? Você assina e recebe na sua caixa de entrada as principais notícias da semana sobre carreira e educação, assim como dicas dos nossos jornalistas e especialistas.
Toda terça-feira, leia as notícias mais quentes sobre o mercado de trabalho e fique por dentro das oportunidades em destaque de vagas, estágio, trainee e cursos. Já às quintas-feiras, você ainda pode acompanhar análises aprofundadas e receber conteúdos gratuitos como vídeos, cursos e e-books para ficar por dentro das tendências em carreira no Brasil e no mundo.
Inscreva-se e receba por e-mail dicas e conteúdos gratuitos sobre carreira, vagas, cursos, bolsas de estudos e mercado de trabalho.