Cresce em 50% a procura por profissionais de ESG no agronegócio; salários chegam a R$ 50 mil

Pesquisa da consultoria Michael Page revela que profissionais com experiência nas práticas ambientais, sociais e de governança estão sendo disputados pelo agro. Veja quais as habilidades mais demandadas e os salários de cada um dos cargos em alta
 (Freepik/Reprodução)
(Freepik/Reprodução)
L
Luciana Lima

Publicado em 13/07/2022 às 18:32.

Última atualização em 13/07/2022 às 19:49.

Com o crescimento das iniciativas de ESG (sigla em inglês para Environmental, Social and Governance) nas empresas, cresce também a procura por profissionais capacitados para criar projetos e estratégias relacionados ao tema. 

VEJA TAMBÉM:

Até mesmo no tradicional mercado do agronegócio, especialistas em ESG estão disputados. De acordo com dados da consultoria Michael Page, parte do PageGroup, a procura por profissionais com experiência nas práticas ambientais, sociais e de governança para atuar em empresas do agronegócio cresceu 50% entre janeiro e maio deste ano.

Os cargos mais buscados são diretor financeiro e de ESG, em que os salários vão de R$ 35 mil a R$ 50 mil, head de sustentabilidade, com remuneração entre R$ 20 mil a R$ 25 mil, gestor de projetos para eficiência de carbono, com ganhos de R$ 18 mil a R$ 22 mil e especialista em ESG, com faixa salarial de R$ 10 mil a R$ 15mil.

De acordo com Stephano Dedini, diretor da Michael Page para agro, a procura por executivos de ESG é um movimento subsequente à incorporação de novas tecnologias no setor. “Nos últimos dois anos, vimos contratações ligadas à aceleração do desenvolvimento e do uso de novas tecnologias para o agronegócio. Agora notamos um movimento acelerado de aproximação com as práticas ESG e as demandas de investidores e da sociedade por negócios, operações e cadeias produtivas sustentáveis. É uma visão transversal do ESG em toda a companhia”.

Veja a seguir os cargos ESG em alta no agro e quais competências as empresas buscam nos profissionais:

Diretor financeiro e de ESG

O que faz: responsável por relacionamento com o mercado financeiro e a captação de recursos, o profissional vai desenvolver e implantar o projeto governança e sustentabilidade em toda a operação. Também vai fornecer suporte às áreas de relação com investidores nos quesitos de sustentabilidade para posicionamento da empresa perante mercado e investidores. Com foco nas melhores práticas de gestão financeira e melhoria de créditos no mercado, também vai olhar para fusões e aquisições que consolidem o desenvolvimento do negócio de forma sustentável.
Perfil da vaga: forte vivência em relacionamento com o mercado de capitais e em projetos de sustentabilidade. Formação vem das áreas ambiental, social, operacional e jurídica.
Salário: de R$ 35 mil a R$ 50 mil.

Head de sustentabilidade

O que faz: é o responsável por mapear áreas operacionais que podem ser oportunidades para implementar as ações de sustentabilidade. A partir do diagnóstico, vai desenvolver e colocar em prática projetos e padrões para tornar a empresa mais sustentável. Deverá suportar as áreas de marketing para garantir o posicionamento externo e interno, com base nos valores e missão da empresa. Em relação aos produtos, o head de sustentabilidade vai o desenvolvimento e a validação de fornecedores com boas práticas.
Perfil da vaga: profissionais com forte vivência em projetos de sustentabilidade ambiental, social, operacional e da área jurídica. As competências comportamentais (soft skills) são fundamentais para liderar especialistas e sêniores.
Salário: de R$ 20 mil a R$ 25 mil.

Gestor de projetos para carbono eficiência

O que faz: aconselha e desenvolve projetos de melhoria de eficiência de carbono junto aos clientes, auxilia na implementação dos modelos de eficiência de carbono da empresa. É o responsável pelo relacionamento com o mercado de créditos de carbono e o desenvolvimento de negócios diretamente ligados ao trade.
Perfil da vaga: profissionais com experiência no desenvolvimento de negócios e projetos ligados ao mercado de créditos de carbono, suas informações e ferramentas. Domínio da gestão de projetos.
Salário: de R$ 18 mil a R$ 22 mil.

Especialista em ESG

O que faz: o profissional é responsável pelo aconselhamento e implantação das práticas ESG, além de funcionar como o vetor de operacionalização e parceiro das áreas de negócio na empresa. Conecta a companhia a projetos sociais e de sustentabilidade. O especialista também trabalha na difusão de boas práticas e soluções ESG para a Diretoria.
Perfil da vaga: profissional com expertise em gestão de projetos, acompanhamento e métricas de projetos ESG.
Salário: R$ 10 mil a R$ 15 mil.

Dicas de carreira, vagas e muito mais

Você já conhece a newsletter da Exame Academy? Você assina e recebe na sua caixa de entrada as principais notícias da semana sobre carreira e educação, assim como dicas dos nossos jornalistas e especialistas.

Toda terça-feira, leia as notícias mais quentes sobre o mercado de trabalho e fique por dentro das oportunidades em destaque de vagas, estágio, trainee e cursos. Já às quintas-feiras, você ainda pode acompanhar análises aprofundadas e receber conteúdos gratuitos como vídeos, cursos e e-books para ficar por dentro das tendências em carreira no Brasil e no mundo.

Inscreva-se e receba por e-mail dicas e conteúdos gratuitos sobre carreira, vagas, cursos, bolsas de estudos e mercado de trabalho.