Carreira

Biografia autorizada de Steve Jobs tem lançamento marcado para 2012

Produção do livro está em andamento desde 2009 e é a primeira biografia a receber a aprovação do CEO da Apple

Pela primeira vez, Steve Jobs aceita publicação de livro sobre a sua vida (Getty Images)

Pela primeira vez, Steve Jobs aceita publicação de livro sobre a sua vida (Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 11 de abril de 2011 às 12h33.

São Paulo - No próximo ano, os fãs de Steve Jobs provavelmente estarão ansiosos na espera pelo iPad 3, iPhone 6 e mais uma novidade: o iSteve. Intitulada "iSteve: The Book of Jobs" (iSteve: O Livro de Jobs), a primeira biografia autorizada do CEO da Apple está com lançamento marcado para 2012, segundo informação divulgada neste domingo (10) pela Associated Press.

De acordo com a agência, a editora Simon & Schuster confirmou a aprovação inédita de Jobs a um livro sobre a sua vida, mas não há datas e detalhes definidos e o assunto não será comentado pela editora ou pelo CEO da Apple. A biografia de Jobs vem sendo escrita desde 2009 por Walter Isaacson, antigo CEO da CNN e editor da revista Time.

Biógrafo também do ex-presidente norte-americano Benjamin Franklin, do Nobel da Paz Henry Kissinger e do físico Albert Einstein, Isaacson conseguiu acesso a familiares e pessoas próximas de Jobs, além do próprio criador da Apple. Steve Jobs é conhecido por ser discreto em relação a sua vida pessoal, inclusive sobre os questionamentos a respeito da sua saúde.

"Esta é a perfeita combinação de assunto [da obra] e autor, e certamente o livro será marco sobre um dos maiores inovadores do mundo", declarou Jonathan Karp, diretor da Simon & Schuster à agência.

Trajetória de Jobs 

Com fortuna estimada em 6,1 bilhões de dólares, o fundador da Apple é considerado o 42º homem mais rico do mundo pela Forbes. Apesar de ter criado a companhia no fim dos anos 70, Jobs foi afastado da empresa pelo conselho de administração em 1984 quando a empresa enfrentava percalços no mercado, e teve a chance de se dedicar a outras áreas.

Longe da Apple, ele fundou a NeXT Computer, onde foi criada a base para o sistema operacional Mac OS X, e comprou o estúdio de animação Pixar das mãos do cineasta George Lucas. Foi somente em 1997 que Jobs retornou à Apple como consultor, novamente em um período de turbulências da companhia.

A trajetória de sucesso da Apple  foi retomada com a liderança de Jobs e o desenvolvimento de produtos que assumiram grande popularidade, como o iPhone em 2007 e o iPad em 2010.

Acompanhe tudo sobre:Applecarreira-e-salariosEmpresáriosEmpresasEmpresas americanasempresas-de-tecnologiaExecutivosPersonalidadesSteve JobsTecnologia da informação

Mais de Carreira

De congelamento de óvulos a transição de carreira: veja as apostas da Pepsico para manter talentos

Como conquistar uma promoção e melhores salários? Veja 4 estratégias que funcionam

Ford abre inscrições para o seu Programa de Estágio Afirmativo 2024; veja como participar

Carreira do momento: diretor de diversidade é a bola da vez nas empresas; veja salário e o que faz

Mais na Exame