Acompanhe:
seloCarreira

As perguntas para 2014

Algumas questões sobre as tendências digitais mais quentes e como elas vão mudar nossa forma de ver o mundo, trabalhar e ganhar dinheiro

Modo escuro

Continua após a publicidade

	Google Glass: o óculos mudará a forma como trabalhamos?
 (Divulgação)

Google Glass: o óculos mudará a forma como trabalhamos? (Divulgação)

G
Gil Giardelli

Publicado em 24 de janeiro de 2014 às, 08h28.

São Paulo - No mundo da tecnologia é assim: começamos encantados com as novidades e acabamos decepcionados com os resultados. Em 2014, teremos a oportunidade de fazer diferente. Será que conseguiremos?

No ano que acaba, o mantra da tecnologia foi virar viral. Será que nas redes sociais se espalhar como um vírus é sempre a melhor estratégia? Terminamos o ano preocupados com a nota no Lulu e o próximo sexting do Tinder. E o que vem por aí?

Ficaremos com cara de nerds? Os óculos do Google Glass devem ser lançados em 2014. O Google espera vender 21 milhões de unidades nos próximos quatro anos. O que faremos com eles? Salvar vidas, mudar o esporte ou transformar a educação?

Pouco mais de 300 desenvolvedores usam o aparelho e já existem iniciativas incríveis com os óculos, que nem foram lançados. Como será que o aparelho do Google mudará a forma como trabalhamos? Tudo estará conectado? 

A chamada internet das coisas está chegando. É possível pensar em alguma aplicação útil para o dia em que os objetos estiverem conectados a outros objetos? Vestiremos uma camisa que alerta quando você deve descansar ou comer?

 Vamos fazer a desintoxicação digital? As pessoas estão viciadas no mundo conectado, não largam mais seus celulares, tablets e notebooks. Está na hora de puxar o plugue. Cresce o número de hotéis, clubes, bares e restaurantes onde não é permitido nada conectado. 

Faremos um tesouro em novas moedas? Já existem mais de 80 moedas virtuais, como bitcoin, litecoin e peercoin, em circulação. Algumas lojas virtuais passaram a aceitar o bitcoin, e Ben Bernanke, presidente do banco central americano, demonstrou simpatia à ideia do dinheiro digital. Mas será que vale entrar nessa corrida do ouro ou estaremos diante de uma nova bolha? 

Que em 2014 você tenha mais saúde, que você arrisque mais, que não tenha medo de falhar. Vivemos os anos mais fantásticos da história. E você vive intensamente ou apenas sobrevive nesses anos acelerados? O mundo precisa de inovadores otimistas.

Para contar ao mundo que tanta conexão e inovação servem para que sobre mais tempo para encontrar e conversar com os amigos e a família nas praças públicas do mundo. Apague a luz de 2013, olhe para a janela e veja 2014, que será o melhor ano de nossa vida. Pelo menos até 2015.

Últimas Notícias

Ver mais
A empresa pode fazer perguntas sobre signo e mapa astral em entrevista de emprego?
seloCarreira

A empresa pode fazer perguntas sobre signo e mapa astral em entrevista de emprego?

Há 15 horas

As lições de um empresário que largou a CLT e deve faturar R$ 25 milhões com moda e viagem
seloCarreira

Ele largou o CLT para apostar em um negócio que deve faturar R$ 25 milhões

Há 22 horas

O truque simples que pode te fazer ser contratado na hora — mas que muitos ignoram
seloCarreira

O truque simples que pode te fazer ser contratado na hora — mas que muitos ignoram

Há um dia

Liderança: o que é e qual a importância no mercado corporativo
seloCarreira

Liderança: o que é e qual a importância no mercado corporativo

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais